Fundação holandesa constrói centro de educação ambiental sustentável

O De St@art (The T@il) é o novo escritório e centro educacional da Fundação Apenheul, localizado em Apeldoorn, Holanda. A construção é totalmente sustentável e foi projetada pelo escritório de arquitetura holandês RAU.

O De St@art (The T@il) é o novo escritório e centro educacional da Fundação Apenheul, localizado em Apeldoorn, Holanda. A construção é totalmente sustentável e foi projetada pelo escritório de arquitetura holandês RAU.

O centro começou a ser planejado em 2007 e ficou pronto em 2010. Além de reunir escritórios, o De St@rt funcionará como ponto de encontro para associações, empresários, estudantes, visitante e ainda será um núcleo direcionado à educação ambiental.

O edifício possui 150 metros de comprimento e foi feito a partir de uma estrutura de madeira, sobre 29 vigas de lariço nativos da região. A maior viga possui 30 metros de comprimento e pesa aproximadamente três toneladas. Toda a madeira usada no empreendimento é certificada pelo selo FSC ou PEFC.

Em breve as superfícies serão inteiramente cobertas com células fotovoltaicas, que irão fornecer grande parte da energia necessária para o funcionamento do centro. Outras medidas foram implantadas no projeto para que ele tivesse impacto ambiental reduzido. O edifício é neutro em carbono e graças à ativação do núcleo de concreto e uma bomba de calor geotérmica, não são necessários aquecedores ou ar-condicionado para manter a temperatura interna adequada.

A construção conta com um recuperador, capaz de reciclar e reaproveitar o calor gerado por pessoas e equipamentos. A iluminação é feita com o uso de diodos emissores de luz (LED), ligados a um sistema inteligente, que regula automaticamente a iluminação nas áreas de trabalho.

Quase toda a fachada do De St@rt é feita de vidro, isso proporciona maior aproveitamento da luminosidade natural, mas também oferece aos visitantes e funcionários uma vista panorâmica das árvores circundantes. Já no subterrâneo do prédio está um auditório com capacidade para abrigar 350 visitantes, duas salas multifuncionais, um estúdio, uma área de exposição e outras salas para usos diversos. Com informações do RAU.

Redação CicloVivo