- Publicidade -
Início Arq & Urb Arquitetura

Casa é projetada para incentivar estilo de vida sustentável

Além de ser autossuficiente em energia, esta casa modular traz tecnologia para promover escolhas mais sustentáveis

casa modular sustentável
Foto: VIRTUe
- Publicidade -

Um grupo de estudantes da Universidade de Tecnologia de Eindhoven desenvolveu um projeto residencial inovador que pode incentivar um estilo de vida mais sustentável para os moradores da casa, que pode ser ampliado para a comunidade. Trata-se de uma casa modular, sustentável que, além de ser autossuficiente em energia promove escolhas mais eficientes.

O projeto recebeu o nome de Ripple, ondulação em português, justamente pela ideia de a casa funcionar como um ponto de partida para mudanças positivas, como um objeto que cai na água e produz ondas que se espalham.  

Foto: VIRTUe

A casa produz sua própria energia por meio de painéis solares. Além das tradicionais placas solares, grande parte da energia vem de um cinturão solar formado por uma combinação de painéis fotovoltaicos e solares térmicos perfeitamente integrados à fachada.

- Publicidade -

A escolha dos materiais de revestimento e a cor dos painéis criam uma sensação de continuidade, sendo esteticamente atraente ao mesmo tempo que libera espaço na cobertura. 

Foto: VIRTUe

Desta forma, o telhado pode ser transformado em área social ou horta urbana, estimulando os moradores a cultivarem seu próprio alimento e ajudando a recuperar a biodiversidade nas cidades.

Foto: VIRTUe

Eficiência energética

A energia produzida pelas placas fotovoltaicas e pelo cinturão solar é aproveitada da melhor maneira possível graças a um sistema inteligente que recebeu o nome de EQUI.

Um display interativo mostra os picos de produção e gasto de energia. Foto: VIRTUe

O sistema funciona com um painel de controle eficiente combinado com vários sensores, que regulam os equipamentos de acordo com a presença de pessoas na casa, além de indicarem aos moradores os melhores horários para lavar a roupa ou realizarem outras tarefas que envolvam eletrodomésticos e eletricidade.

APP de Sustentabilidade

Outra novidade desenvolvida pelo grupo de estudantes é um aplicativo especial que funciona como um coaching de sustentabilidade, reunindo informações sobre a rotina dos ocupantes da casa. 

O aplicativo ganhou o nome de RECAPP e funciona como uma plataforma social que permite que os residentes ganhem moedas digitais, por exemplo, atingindo metas mensais de sustentabilidade, que vão desde a eficiência energética até hábitos de consumo e alimentação.

Foto: VIRTUe

As metas vão gerar moedas digitais que serão usadas em uma comunidade virtual. O conceito segue a ideia de outros aplicativos, como o Strava. Ao atingir constantemente novos objetivos de corrida ou ver os tempos de volta de amigos e familiares, você é incentivado a continuar melhorando. 

“Queremos estimular as pessoas de forma lúdica e positiva a começarem a viver de forma mais sustentável.”

Willem Arts, VIRTUe
Foto: VIRTUe

Modelo replicável

O projeto da Ripple é modular e pode se adaptar a qualquer contexto urbano. A estrutura foi pensada para se moldar à diferentes cenários e necessidades, podendo ser expandidas em áreas onde os terrenos sejam maiores ou inserida em coberturas planas de edifícios já existentes, onde a densidade habitacional é maior.

A extrema flexibilidade dos espaços criados com o projeto, permite que eles sejam multiplicados infinitamente, tanto para espaços comuns e como privados.

A madeira é o material escolhido para a construção e é madeira e 80% de todos os materiais usados na construção são ou podem ser reutilizados posteriormente, reduzindo bastante o impacto da construção no meio ambiente.

Testado e aprovado

A primeira casa Ripple já foi construída no campus da Universidade de Tecnologia de Eindhoven e pode ser visitada por quem quiser conferir de perto esta proposta inovadora. No verão europeu, os estudantes irão participar com o projeto Ripple do desafio Solar Decathlon Europe 2022, que acontece em Wuppertal, na Alemanha.  

Foto: VIRTUe

Os estudantes holandeses vão competir com outras 18 equipes de todo o mundo. Após a competição, a casa seguirá para um novo destino e será o ponto de partida para a construção de uma ecovila na região.

Para mais informações, acesse www.teamvirtue.nl.

Leia também:

- Publicidade -

Ao navegar neste site você concorda com a nossa Política de Privacidade e uso de cookies para melhorar a sua experiência.

Ok