Quem vê de fora não imagina que a bela casa de fazenda com painéis solares no teto, na verdade é um lar extremamente eficiente energeticamente. Isso porque combina diversas soluções para não só suprir toda a sua demanda, como também acaba gerando mais energia do que precisa.

Projetada pelo estúdio de arquitetura ZeroEnergy Design, a casa de fazenda está localizada na cidade de Lincoln, Massachusetts (EUA). Ela é totalmente elétrica e produz 67% a mais de energia anualmente do que consome, tornando-a uma casa “positiva”. Além do conjunto de painéis solares de 13,1 kW, as paredes grossas e os telhados possuem um moderno isolamento térmico. Janelas com vidros triplos também ajudam a manter o total aproveitamento energético.

Há também uma bomba de calor e um sistema de “ventilação de recuperação” que mantém a residência aquecida no inverno e fresca no verão. Aquecedores de água quente, aparelhos com selo de eficiência energética e cozimento por indução completam o pacote de alta eficiência. Por fim, o sistema de monitoramento de energia permite que os proprietários da casa rastreiem o consumo de energia e produção.

Dentro da casa, a entrada de luz natural é abundante, o teto é alto e há muitas janelas. O design foi na linha da funcionalidade, de forma que anexado à sala de estar, por exemplo, há um quarto e banheiro escondidos que podem transformar-se em um quarto de hóspedes.

No segundo andar está o quarto dos pais e das crianças e, no terceiro piso, ainda tem um sótão espaçoso e aberto que pode servir a diversos usos.

Outras soluções

Todas as instalações sanitárias consomem 60% do padrão comum nos Estados Unidos: aparelhos de alta eficiência ajudam a reduzir o consumo. Um plano ainda não colocado em prática é futuramente coletar água da chuva para uso nas hortas e paisagismo.

Por falar em plantas, ao redor do lar foram plantadas espécies frutíferas, como pés de maçã, pêra, pêssego e cerejeira. Os planos futuros incluem arbustos de mirtilo, framboesa e morango, além de canteiros para jardinagem.

Resiliência

A capacidade da casa em enfrentar desafios é grande. Isso porque seu sistema de isolamento energético super eficiente garante que, caso haja falta de energia, a perda de calor será muito lenta. Além disso, qualquer excedente de produção pode alimentar carros elétricos ou outros aparelhos úteis. A construção ainda está acima do padrão em termos de durabilidade.

Com tantas soluções não deu outra, a casa conseguiu três certificações LEED Platinum, Zero Energy e o selo Reveal. Segundo os desenvolvedores, desde o início, a ideia foi mostrar que não é preciso comprometer estilo, espaço ou conforto para ter um lar eficiente em termos energéticos.