As abóboras são frutos pertencentes à família das Cucurbitaceas e apesar de não originárias do Brasil já fazem parte da gastronomia brasileira, de acordo com o o Especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos. No Brasil, são produzidas quatro espécies distintas de abóbora, que variam em tamanho, formato e sabor, mas que possuem um processo de cultivo muito semelhante.

A espécie de abóbora de maior produção no Brasil, e também a mais consumida na culinária local, é a abóbora Cabotiá, também conhecida como abóbora japonesa. Além de ser mais saborosa, essa espécie possui frutos menores e de fácil manuseio, facilitando o preparo e o aproveitamento de toda a abóbora, e evitando desperdícios ao criar receitas deliciosas e altamente nutritivas.

Inserir a abóbora orgânica na alimentação diária é uma forma de manter uma rotina saudável. A abóbora contém altas concentrações de Vitaminas do Complexo B, Vitamina C, Vitamina E, Ferro, Cálcio, Magnésio e Fósforo. É rico em fibras alimentares e excelente lanche para quem possui uma dieta controlada ou busca perder peso de forma natural.

Além disso, a abóbora orgânica tem como vantagem não possuir insumos agrícolas ou produtos químicos em sua composição. Seu desenvolvimento é livre de agrotóxicos e outros compostos que em longo prazo podem se tornar nocivos ao organismo humano. Ademais, por se desenvolverem em um solo fértil e rico em matéria orgânica, os frutos tendem a absorver uma quantidade maior de nutrientes, adquirindo maior valor nutricional e apresentando sabor intensificado.

Foto: iStock by Getty Images
Foto: iStock by Getty Images

Como plantar abóbora em horta orgânica

Plantar abóbora orgânica em casa não é uma tarefa difícil, basta ter um ambiente adequado. Vale ressaltar que a plantação de abóbora quando associada a outras espécies pode trazer grandes vantagens, não só na diversificação da alimentação, mas também na nutrição do solo, como é o caso da associação com leguminosas, como vagem e amendoim.

Cultivar abóbora orgânica em casa pode ser um processo bastante rentável, pois possui mercado consumidor tanto em grande escala (exportação) quanto em pequena escala (feiras e mercados). Cabe ao produtor decidir em quais proporções deseja começar o cultivo da abóbora orgânica e qual será sua estratégia de venda, ou seja, em qual campo de vendas deseja atuar.

A abóbora pode ser cultivada em qualquer espaço, desde que haja profundidade para suportar suas raízes. Para aqueles que preferem cultivar as mudas antes de montar a horta, recomenda-se o transplante destas quando estiverem com duas ou três folhas, ou 10cm de altura.

Zucchini field
Foto: iStock by Getty Images

As sementes devem ser depositadas em covas de 45cm de profundidade com espaçamento de 2m a 3m entre cada carreira e 1m a 2m entre cada cova da mesma carreira. Isto é necessário pois a abóbora cresce de forma expansiva, ocupando grande parte do solo com seus frutos. Também por esse motivo, recomenda-se que as abóboras sejam cultivadas em espaços abertos e planos.

O solo da abóbora deve possuir o pH entre 5,5 e 6,8, além de fértil, bem drenado, rico em nitrogênio e matéria orgânica. O produtor deve começar a tratar do solo cerca de dois meses antes do plantio, caso haja a necessidade de correção de pH por calcário, ou de 15 a 20 dias antes do plantio, período no qual deve incorporar a matéria orgânica no solo, principalmente se o adubo orgânico utilizado for esterco de animais.

É possível fazer uma análise do solo antes de iniciar o cultivo para descobrir qual espécie de abóbora melhor se desenvolverá em tais condições. A análise possui um baixo custo e é extremamente importante para conhecer sobre o solo disponível e suas propriedades.

Por se tratar de uma planta das américas, a abóbora possui baixa resistência ao frio. Em locais com baixas temperaturas, recomenda-se que a abóbora seja cultivada entre setembro e fevereiro. As abóboras não toleram geadas e em temperatura menor do que 12°C tem seu desenvolvimento altamente prejudicado, por isso, evite tais condições. Em regiões quentes, como o nordeste brasileiro, pode-se cultivar abóbora orgânica o ano todo, sem que haja problemas de desenvolvimento ou baixa produção. A temperatura ideal para o plantio de abóbora é entre 18°C e 27°C.

Foto: iStock by Getty Images
Foto: iStock by Getty Images

 

Uma boa irrigação é fundamental para que a abóbora orgânica se desenvolva em sabor e nutrição. Dessa forma, manter o solo úmido é essencial, mas nunca encharcado. Nos últimos meses de produção a planta oferece maior resistência aos períodos de seca, mas isso pode afetar diretamente o produto final. A utilização de sistemas de irrigação automatizados podem ser uma solução prática e eficiente.

A abóbora japonesa é uma espécie monoica, ou seja, não se reproduz sozinha e necessita da polinização de outras espécies de abóbora para desenvolver flores e frutos. Dessa forma, recomenda-se que o produtor plante outras espécies de abóboras intercaladas com a abóbora japonesa. A proporção deve ser de 4×1 e as abóboras ou morangas polinizadoras devem ser plantadas duas semanas antes da abóbora japonesa, para disporem suas flores à polinização.

Recomenda-se realizar a retirada de ervas daninhas manualmente e, quando possível, inserir no ecossistema insetos polinizadores que facilitem o processo de produção da abóbora cabotiá. Em relação às pragas, o cultivo de abóbora possui poucas incidências de insetos ou doenças, salvas algumas exceções como a mosca branca e a broca da cucurbita. Para controle, pode ser aplicada a calda bordalesa, para doenças das folhas, ou leite cru na concentração de 10-15% no combate a fungos do tipo oídio.

A abóbora orgânica pode ser colhida a partir do terceiro mês após o plantio. Os frutos devem estar amarelados, com aspecto envelhecido e seus caules iniciando a secagem. O tempo para a colheita irá variar de acordo com a quantidade de água que a planta recebeu nos últimos meses.

Foto: iStock by Getty Images
Foto: iStock by Getty Images

Recomenda-se que as abóboras sejam colhidas com talos longos para que terminem o amadurecimento de forma saudável e não fiquem expostas. Apesar de robustas, as abóboras exigem maior atenção no momento da colheita, portanto, o processo deve ser feito de forma manual e respeitando-se o tempo necessário de desenvolvimento.

Cultive abóbora orgânica e tenha uma vida mais sustentável

Plantar abóbora orgânica é uma tarefa simples e que pode se tornar um hábito saudável quando realizada com seriedade e compromisso. É uma excelente maneira de inserir o cultivo orgânico em sua família, incentivando o contato com a natureza e motivando o consumo de hortaliças em sua casa.

Comece hoje mesmo a planejar o cultivo de abóboras orgânicas em sua horta, em pouco tempo você verá os resultados: frutos nutritivos e saborosos para você e para toda a sua família.

DESCRICAO_AUTOR_THIAGO_TADEU_CAMPOS