Você já ouviu falar em upcycle? Apesar de o conceito não ser novo, tendo sido utilizado desde 1990, nos últimos anos saboreou crescimento e faz parte do lar de muitos brasileiros. Trata-se de um processo de recuperação que transformar os em novos materiais, ganhando mais qualidade e valor ambiental. No caso da reciclagem, o que ocorre é a reutilização de um produto, levando em consideração sua matéria prima para seja reutilizado e retomando novamente suas características originais.

A dona de casa e artesã Margarida Maria da Silva, 53 anos, se viu frente a um grande problema bem na porta de sua casa, em uma Área Pública Municipal na Arse 122. O local, segundo ela, era motivo de reclamação dos moradores da rua, pois era ponto de consumo de drogas que aproveitavam o mato alto. Além disso, algumas pessoas usavam a área para descarte de lixo e entulhos. “Solicitamos à Prefeitura que fosse feita a limpeza do lugar e há cerca de dois meses a área recebeu um trato, inclusive com a poda de árvores”, explicou a dona de casa.

O próximo passo era descobrir um jeito de manter a área limpa. E logo a ideia surgiu, transformar a área em um espaço de convivência. “Aprendi a trabalhar com o reaproveitamento de garrafa pet, papelão e pneus depois de uns cursos feitos em Palmas. E como já tinha em minha casa algumas peças montadas, como bancos, vasos em formato de xícara e móveis em paletes, decidi montar um espécie de parquinho”, informou Margarida ao destacar que movidos pela curiosidade, os vizinhos começaram a colaborar com a doação de materiais e plantas que ornamentam o espaço de convivência.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O local conta com bancos feitos com pneus e madeira, mesa poço, moto feita com pneus e ornamentada como escapamento de verdade, trator montado com pneus e antena de TV, balanços e a mais recente criação, o boneco de neve Olavo, batizado pela criançada do bairro em referência ao personagem na animação Frozen. Olavo foi montado com quatro pneus, baldes, tampas de garrafas e lata de tinta. “As ideias vão surgindo na minha cabeça e coloco em prática. Também pego muitas inspirações da internet ou de terceiros”, comenta Margarida.

O espaço começou a ser montado há pouco mais de dois meses e segue sem prazo final para conclusão. E depender da força de vontade dessa senhora dedicada, o trabalho seguirá por muito tempo.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

E quem fica de olho para cuidar do cantinho é Pietro Castro da Silva, 7 anos, neto de Margarida. O garoto gosta tanto do espaço que virou um verdadeiro fiscal. “Gosto de brincar com meus amigos e aproveitar cada brinquedo feito por minha avó”, garantiu o garoto.

Além da prática positiva em prol do meio ambiente, a iniciativa mobilizou a vizinhança que aproveita os finais de tarde e noite para saborear um bom papo temperado com um delicioso café. “É bom retomar velhos costumes que acabam se perdendo. Essa integração e amizade só fortalecem a vizinhança”, comemora a dona de casa.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Por Prefeitura de Palmas