turismo de natureza
Foto: Pixabay
- Publicidade -

O contato com a natureza é fundamental para manter o equilíbrio e uma ótima ideia para aqueles momentos em que precisamos dar uma “fugida” e deixar os problemas e correria do dia a dia para trás.

Não é a toa que o turismo de natureza tem crescido entre 15% e 25% ao ano, segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT). No mundo, 10% dos turistas buscam por esse tipo de experiência. Levantamento da Booking.com mostra, por exemplo, que nove em cada dez viajantes brasileiros passaram a buscar destinos mais tranquilos e afastados.

Com grande número de unidades de conservação, parques e reservas naturais no Brasil, não é difícil encontrar um roteiro próximo para uma viagem curta ou mesmo de bate-volta.

- Publicidade -
incentivo para o turismo
Foto: Andreas Chu | Unsplash

“O turismo de natureza está entre as experiências que mais trazem segurança ao viajante neste cenário de Covid-19. São espaços abertos, com opções perto de casa e custos adaptáveis a diversos bolsos. Há atividades e atrativos para diferentes públicos, sendo importante buscar uma opção que esteja de acordo com o seu perfil e condicionamento físico”, explica a turismóloga e administradora da Reserva Natural Salto Morato (PR), Ginessa Correa Lemos.

Ginessa ressalta, no entanto, que qualquer atividade turística exige cuidados individuais para evitar aglomerações e deve respeitar as recomendações das autoridades sanitárias e dos locais visitados.

Turismo de Natureza no Brasil

salto morato unidades de conservação turismo
A Reserva Natural Salto Morato (PR), é uma das reservas particulares do Brasil e pertence à Fundação Grupo Boticário. Foto: Acervo Fundação Grupo Boticário

O turismo de natureza no Brasil é favorecido pela rica biodiversidade, vasta extensão territorial e pelo patrimônio histórico-cultural. Neste contexto, não faltam lugares para serem conhecidos no país. Os brasileiros têm hoje diversas opções de parques e áreas naturais abertas para a visitação próximos de grandes centros urbanos.

São inúmeros os destinos tranquilos, que possibilitam também o contato com belezas naturais e culturas regionais. Para incrementar o roteiro do feriadão, basta começar a procurar trilhas, montanhas, cachoeiras, parques e grutas perto de onde você está.

Confira algumas opções e roteiros próximos de grandes cidades!  

natureza solidão cidades
Foto: Larm Rmah | Unsplash

1. São Paulo (SP)

A 250 quilômetros de São Paulo, Brotas é o local perfeito para quem quer recarregar as baterias. A região oferece diversas atrações de ecoturismo e esportes de aventura. Trilhas, cachoeiras, rafting, são algumas das opções para entrar em contato com a natureza.

Se a intenção é ficar ainda mais perto da cidade, outra opção é um bate-volta para Guararema, localizada a apenas 80 quilômetros da capital, uma cidade peculiar que une a natureza com construções históricas.

2. Rio de Janeiro (RJ)

Localizada na Barra da Tijuca, a Ilha da Gigoia é uma pequena ilha de pescadores desconhecida inclusive para muitos cariocas. É possível aproveitar as trilhas e passeios de bike aquática, caiaque e wakeboard.

Outra opção também na Zona Oeste do Rio, embora um pouco mais distante, a Barra de Guaratiba está localizada em região de reserva ecológica, entre restinga, manguezais e Mata Atlântica. Passeio de barco e trilhas que levam a inúmeras praias são opções para quem curte a natureza.

3. Belo Horizonte (MG)

Conhecida nacionalmente como cidade-jardim, a capital mineira tem diversas áreas para estar em contato com a natureza. Distante 65 quilômetros da capital, a cidade de São Sebastião das Águas Claras, também conhecida como Macacos, tem diversas opções de cachoeiras e algumas ideais para a prática de esportes radicais e de aventura.

Outro destino é a Cachoeira Santo Antônio, localizada entre Raposos e Caeté, no Parque Nacional da Serra do Gandarela. Perfeita para quem gosta de fazer trilha em estrada de terra.

Serra do Cipó, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, é outra opção de bate-volta. Com 34 mil quilômetros de área de preservação, o destino oferece rios, cachoeiras, canyons e cavernas arqueológicas para visitar.

trilhas mata atlântica
Ekôa Park, próximo à Curitiba. Foto: Fundação grupo Boticário

4. Curitiba (PR)

A 90 quilômetros da capital paranaense está localizado o Parque Estadual de Vila Velha, um sítio geológico situado no município de Ponta Grossa. Em trilhas de fácil acesso é possível admirar formações de arenito com mais de 300 milhões de anos.

Quem procura por trilha leve a moderada também pode ir até o Morro do Cal, em Campo Largo, a 36 quilômetros de Curitiba. A trilha que leva até o topo tem cerca de dois quilômetros e permite chegar ao cume com 1.120 metros de altitude.

A menos de 70 quilômetros da capital paranaense, está a cidade de Morretes, um refúgio que atrai turistas para a natureza. Uma das opções de passeio é o Ekôa Park, que oferece trilhas, tirolesa e passeio de balão.

5. Brasília (DF)

Para quem gosta de curtir a natureza, Brasília oferece boas opções de jardins e parques naturais. A cidade tem uma opção de trilha acessível, sem necessidade de guias turísticos, a cerca de 24 quilômetros da Rodoviária do Plano Piloto, que ainda é desconhecida por muitos na região.

A trilha da quadra 29 do Park Way é uma ótima atração para quem gosta de caminhar, correr ou andar de bicicleta em contato com a natureza.

Já o Poço Azul é um lugar para quem gosta de trilhas e cachoeiras, além de praticar canionismo, montain bike, rapel e escalada. Outro destino é o Parque Ecológico de Águas Claras, que encanta com sua porção verde em meio à urbanização de Brasília.

LEIA MAIS:

- Publicidade -