Aos olhos dos adultos, deixar os pezinhos dos bebês bem protegidos com meias e sapatos, parece o melhor a fazer para garantir segurança contra friagem e sujeira, não é mesmo?

Entretanto uma pesquisa realizada pela Universidade Complutense de Madri, mostra que bebês que permanecem calçados tem o desenvolvimento cognitivo e motor afetado, uma vez que o uso de calçados reduz a sensibilidade e os movimentos da criança.

A professora Isabel Gentil García, autora do estudo, considera os pés ferramenta cognitiva importante na infância. A pesquisa apontou que os recém-nascidos têm maior sensibilidade nos pés do que nas mãos até completar oito ou nove meses. Se os pés estiverem calçados, as impressões  sensoriais diminuem consideravelmente.

Os pés dos bebês tem inúmeras terminações nervosas que ajudam a captar informações sobre o mundo. Veja infográfico AQUI.

Benefícios de deixar os pés descalços

-Permite contato direto dos pés com objetos e superfícies

-Ativa o corpo

-Amplia oportunidade de interação sensorial com o mundo

-Facilita os movimentos

-Fortalece a musculatura de pés e pernas

-Contribui para a estabilidade corporal

-Promove o desenvolvimento do equilíbrio

-Acelera o desenvolvimento motor

-Estimula a formação correta do arco plantar

-Melhora a postura corporal

-Promove massagem natural na sola dos pés

-Produz sensação de relaxamento

-Permite absorver a energia natural da terra

-Ajuda a eliminar determinadas toxinas

-Previne infecções por fungos

Se você ainda não se convenceu, responda: por que a maioria das pessoas ao chegar em casa no final do dia tiram os sapatos antes de qualquer coisa?

Os pés querem liberdade. Pois então, fora sapatos! As crianças crescerão  mais felizes e saudáveis se permitirmos  que elas fiquem descalças por mais tempo.