- Publicidade -

O último relatório de sustentabilidade publicado pelo Facebook aponta que cada usuário da rede social foi responsável pela emissão de 3,5 kg de dióxido de carbono em 2012. O levantamento levou em conta a quantidade de energia necessária para abastecer os centros de dados da rede social, ainda dependentes de fontes de energia não renováveis.

O Facebook anunciou que as emissões de carbono por usuário aumentaram 18% entre 2011 e 2012. Assim, com seus compartilhamentos, curtidas e outras atividades no período analisado, cada perfil seria capaz de gerar energia necessária para preparar 12 copos de café com leite, ou, ainda, produzir 36 taças de vinho. A comparação foi feita pelo Business Green, site que analisa tendências e negócios sustentáveis.

A empresa alega que o aumento das emissões de carbono está diretamente relacionado à popularização da rede social. Atualmente, a plataforma conta com mais de 1,1 bilhão de usuários, e boa parte das atividades da empresa é alimentada por energia não renovável: no ano passado, o uso das usinas de carvão pelo Facebook subiu de 27% para 34%.

- Publicidade -

A dependência de combustíveis fósseis é alvo de críticas de ambientalistas do mundo todo. Porém, o Facebook tem um nomeado programa para reduzir o uso de energia não renovável. No relatório, a empresa afirma ter usado energia nuclear e gás natural.

Na conclusão do levantamento, o gigante das redes sociais se comprometeu a apostar em recursos mais eficientes para diminuir sua pegada de carbono – assim, cada usuário terá emissões menores. A empresa também acredita que não existam soluções viáveis para reduzir as emissões de carbono num curto período de tempo.

Redação CicloVivo

- Publicidade -