A época do natal é quase sempre sinônimo de exageros, inclusive na alimentação. No entanto, é possível preparar uma ceia farta sem deixar de ser saudável e sustentável, escolhendo os ingredientes certos, que trazem menor impacto para a natureza e que combatem o desperdício. Abaixo, separamos 5 alimentos e bebidas saudáveis que podem fazer parte da ceia de natal de várias famílias.


Foto: Kristin Benemer/Flickr

Peixes
Se você e sua família não conseguem passar a noite de natal sem consumir carne vermelha, uma boa alternativa são os peixes. Além de serem mais leves e nutritivos, os pescados têm maior variedade e sua produção costuma ser mais sustentável que a das aves e dos demais tipos de carne. Numa infinidade de receitas – esteja o peixe assado, frito, ensopado ou até mesmo cru – a dica é apostar nos pescados produzidos na sua região e evitar aqueles que correm risco de extinção.  

Assim, quando o assunto são os peixes, vale buscar novos sabores (de preferência fugindo do bacalhau e das pescadas, comuns na dieta de muita gente) e evitar o consumo de espécies ameaçadas, como o atum, o cação e o badejo. Adaptada nas receitas da ceia, a carne branca se transforma numa alternativa mais atraente do que as aves e os suínos – os favoritos na época das festas.


Foto: Silvio Tanaka/Flickr

Castanhas brasileiras
Como é das terras brasileiras que nascem diversas castanhas – sobretudo a de caju e a do Pará – estas opções saudáveis também entram na lista dos alimentos mais sustentáveis para o natal. Com grande procura nas feiras e supermercados, a castanha do Pará é um aperitivo natural que, entre outros benefícios, faz bem ao coração, previne o Alzheimer e aumenta a imunidade do corpo. Já a castanha de caju – a oleaginosa menos gordurosa, na foto acima – controla o funcionamento da tireoide, melhora a pressão e ajuda a combater doenças cardíacas.  


Foto: annieseats/Flickr

Risotos
Já percebeu que todas as receitas de risoto atuam contra o desperdício de alimentos? Isso porque elas conseguem unir, em alguns pratos, diversos ingredientes reaproveitados e combiná-los com sabores refinados. Assim, os risotos aceitam sobras de legumes em bom estado, queijos que foram utilizados em outras receitas e outros alimentos.

Talos de agrião e brócolis podem ser incorporados a vários risotos verdes, visando o consumo em totalidade dos alimentos. O yakimeshi – risoto oriental – é um prato que foge do convencional e pode ser preparado a partir do reaproveitamento de cenoura.


Foto: scaramuzzino/Flickr

Sucos
As bebidas naturalmente extraídas das frutas são opções saudáveis e refrescantes para o natal, uma vez que a festa acontece no início do verão, quando as temperaturas estão em alta. Para a preparação dos sucos, também vale apostar no aproveitamento – utilizando, por exemplo, as cascas do abacaxi – que reforçam a quantidade de nutrientes nas bebidas. Assim, os sucos podem ser substitutos ideais para o refrigerante e para o consumo exagerado de bebidas alcoólicas durante a festividade.


Foto: Caro's Lines

Uvas
Em todas as suas cores, as potentes frutas não podem ficar de fora da mesa de natal, uma vez que carregam várias propriedades importantes para o organismo: é preciso ingerir toda a uva, menos o caroço. As cascas de coloração escura e avermelhada aumentam a produção do colesterol HDL (que faz bem para a saúde), enquanto as uvas verdes possuem antioxidantes que aceleram o metabolismo e aumentam a imunidade do corpo.

Estas frutas combatem uma lista enorme de doenças – da gastrite a vários tipos de câncer – incluindo obesidade, anemia e hepatite. Os benefícios são garantidos tanto para a versão in natura como para o suco, indicado para melhorar o humor e as atividades do sistema nervoso.

Por Gabriel Felix – Redação CicloVivo