A planta da mandioca tem uma adaptação muito fácil, e por isso é cultivada em todos os estados brasileiros. Mas não se confunda: existem 2 tipos diferentes de mandioca. A mandioca mansa (também chamada de macaxeira ou aipim) e a mandioca brava. Esta última apresenta uma substância tóxica que a torna inadequada para o consumo humano sem o devido processamento. A mandioca brava é utilizada para o feitio da farinha de mandioca, do polvilho (goma) e pratos como o tucupi e o tacacá (típicos da região Norte).

A mandioca se deteriora mais rapidamente do que outras hortaliças de raiz. Durante o armazenamento a mandioca escurece rapidamente, deixando a polpa com listras escurecidas. Esse processo pode ser minimizado se a mandioca for colocada em um lugar bem úmido, como por exemplo, uma tigela com água onde são colocados os pedaços de mandioca já descascada.

O pãozinho da receita não leva queijo e sim mandioca. E posso garantir que ela não fez feio…!

Pãozinho de mandioca, chia e polvilho

Pãozinho de mandioca, chia e polvilho

Ingredientes
  • 250 g de polvilho doce ou azedo
  • ½ colher (sopa) de sementes de chia
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de orégano
  • 1 pitada de cúrcuma
  • 75 ml de azeite
  • 250 g de mandioca cozida e amassada
  • Água filtrada o suficiente

Modo de fazer

  1. Misture os ingredientes secos em uma tigela média. Adicione o azeite e misture até virar uma farofa.

  2. Junte a mandioca cozida e misture até incorporar todos os ingredientes. Acrescente água aos poucos, somente até a massa desgrudar das mãos.

  3. Preaqueça o forno (200°C).
  4. Forme bolinhas e enrole com as mãos. Coloque em uma assadeira untada, deixando um espaço entre elas.

  5. Leve ao forno até que a massa esteja firme.