- Publicidade -

Estudo publicado na revista científica Nature detalha a importância da corrente marítima de Agulhas, para a manutenção do clima. Segundo a pesquisa, as águas que vão do oceano Índico até o sul da África podem alterar a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera.

Lisa Beal, líder do estudo e pesquisadora da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, explica que, além de colaborar para o aumento da emissão de um dos gases causadores do efeito estufa, a corrente afeta a circulação de água no Atlântico. Segundo ela, o resultado dessa pesquisa serve para possivelmente modificar o cenário apresentado pela ONU, de que nos próximos séculos ocorreria um resfriamento do Atlântico Norte, como consequência das mudanças climáticas.

A corrente das Agulhas é responsável pela introdução de águas quentes e salgadas no Oceano Atlântico, que fluem em direção ao norte e modificam a distribuição de calor para as regiões tropicais e polares. O estudo mostra que o aumento dessa corrente é fruto das ações humanas e isso colabora para o derretimento das calotas polares.

- Publicidade -

A circulação de água, ocasionada pela corrente de Agulhas, é causada pela divergência na densidade, resultante do aumento da temperatura que modifica também a salinidade da água.

Os pesquisadores que fizeram parte do estudo garantiram que continuarão a analisar as correntes de Agulhas, para definir corretamente qual é o seu papel na manutenção do clima e nas alterações oceânicas, que podem impactar toda a humanidade. Com informações da Folha.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -