- Publicidade -

A Baía do Chacororé, localizada no pantanal matogrossense costuma se estender por uma área de 11 mil hectares, em época de seca. A situação atual, no entanto, é muito diferente disso. Conforme mostrado pelo Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (5), a baía se tornou uma área gigante de terra rachada.

O cenário é triste e remete ao sertão nordestino, em pleno pantanal, região que comporta 6% de toda a água doce do planeta. A situação paradoxal é fruto da ação do homem, mas não está diretamente relacionada ao aquecimento global.

A pior seca já enfrentada pela Bacia de Chacororé é conseqüência da destruição de uma barragem. A obra foi feita para facilitar a passagem dos barcos em uma região próxima à baía, mas acabou de tornando um ralo gigante, que sugou boa parte da água de Chacororé.

- Publicidade -

A região que deveria ter 11 mil hectares alagados, já perdeu mais da metade da sua capacidade e a área que abrigava peixes, se transformou em pasto para o gado e cemitério de espécies aquáticas.

Além da seca, a pesca predatória contribui para o extermínio das espécies restantes. A pouca água que sobrou na baía fica acumulada em pequenos pontos, isso facilita a pesca por concentrar os peixes em locais menores e é mais agravado quando os pescadores utilizam instrumentos proibidos. Nem os jacarés conseguiram escapar da pesca predatória da região, e foram arrastados pelos pescadores.

Apesar de o Ministério Público exigir aumento na fiscalização, quando o problema de Chacororé é analisado com maior profundidade, é possível perceber que a própria prefeitura local é responsável pelo problema atual. A construção de uma estrada na região impediu que diversos canais que desembocavam na baía mantivessem seu fluxo, sendo este mais um dos agravantes da seca na região.

Até que o Pantanal volte a ser como antes, será necessário muito trabalho, investimento e pelo menos cinco anos, conforme previsão das autoridades locais. O cenário de hoje é o pior já registrado e a população espera que ele esteja com os dias contados, para nunca mais se repetir.

Com informações do Fantástico

- Publicidade -