mulheres ciência
- Publicidade -

Quando a palavra cientista é citada, muitas vezes ela é associada a exemplos masculinos como Newton, Einstein e Darwin e Stephen Hawking. Mas a verdade é que, além destes homens, muitas mulheres dedicaram a vida para estudar o mundo em que vivemos e fizeram importantes descobertas, que revolucionaram a ciência e a maneira como enxergamos o universo.  

Segundo dados da Unesco, de 2018, as mulheres compõem apenas 28% do cenário mundial da ciência. Vale lembrar que o acesso das mulheres a educação formal e carreiras em certas áreas da ciência nem sempre foi permitido, e mesmo assim as cientistas escreveram importantes histórias de descobertas e conquistas.

No mês da mulher, lembramos 10 mulheres que escreveram seus nomes na história e fazem parte do grupo de cientistas mais importantes do mundo.

- Publicidade -

Ada Lovelace, Matemática

* 1815 † 1852

Créditos: Alfred Edward Chalon | Science Museum Group | Public Domain

Ada Lovelace é reconhecida como a primeira programadora de computadores, muito antes dos computadores modernos serem inventados. Seus estudos sobre a máquina analítica de Charles Babbage (um computador programável para usos genéricos) é considerado o primeiro algoritmo para computação do mundo.

Marie Curie, Física e Química

* 1867- †1934

Créditos: Internet Archive Book Images | Flickr Commons

A descoberta mais importante de Marie Curie foi a descoberta da radioatividade o que levou à invenção do raio-x móvel, que foi usado durante a I Guerra Mundial. Com seu marido, Pierre, Marie também descobriu os elementos radioativos polônio e rádio – e desenvolveu técnicas que permitem isolar isótopos radioativos. Em 1903, ela foi a primeira mulher a receber um Prêmio Nobel. Depois de receber o Prêmio Nobel de Física, ela recebeu um Prêmio Nobel de Química e se tornou a primeira pessoa na história a receber duas premiações.

Janaki Ammal, Botânica

* 1897 † 1984

Créditos: John Innes Centre

Janaki foi a primeira mulher a estudar as plantas na Índia. Ela desenvolveu uma série de espécies híbridas que são cultivadas até hoje. Ammal também foi uma importante ativista Ambiental e lutou pela preservação da biodiversidade no país.

Chien-Shiung Wu, Física

* 1912 † 1997

Créditos: Smithsonian Institution | Flickr Commons

Wu foi a primeira cientista a confirmar – e depois aprimorar – a teoria de Decaimento Beta de Enrico Fermi. Ela ficou famosa pelo “Experimento de Wu”, que derrubou a teoria da paridade na física. Esta descoberta levou a um Prêmio Nobel que foi dado aos cientistas homens que trabalharam com ela, apesar de Wu ter sido figura central destes estudos.

Katherine Johnson, Matemática

*1918 † 2020

Créditos: NASA

Os cálculos de Johnson da mecânica da órbita enquanto ela trabalhava na NASA foram fundamentais para que os americanos viajassem para o espaço. Ela ganhou fama quando sua história foi contada no filme Estrelas Além do Tempo.

Rosalind Franklin, Química

*1920 † 1958

Créditos: MRC Laboratory of Molecular Biology

Conhecida pelo seu trabalho revolucionário, Rosalind descobriu a dupla estrutura em hélice do DNA. Ela morreu quatro anos antes dos seus colegas cientistas receberem o Prêmio Nobel pela descoberta.

Vera Rubin, Astrônoma

* 1928 † 2016

Créditos: NOAO | AURA |NSF

Rubin descobriu a existência da matéria escura, uma substância que estranhamente mantém o universo agrupado. Seu trabalho é reconhecido como uma das mais importantes descobertas do Século XX – e mereceria um Prêmio Nobel.

Gladys West, Matemática

* 1930

Créditos: U.S. Air Force

O trabalho de Gladys sobre o modelo matemático do formato do planeta Terra serviu como base para que a tecnologia de GPS pudesse ser desenvolvida. Em 2018, ela ganhou um lugar no Hall da Fama da Força Aérea Americana, uma das maiores honras que alguém pode receber da instituição.

Flossie Wong-Staal, virologista e bióloga molecular

* 1947

Créditos: Bill Branson | National Cancer Institute

Wong-Staal foi a primeira cientista a clonar o vírus HIV e mapear seus genes, o que levou ao teste para a doença.  

Jennifer Doudna, Bioquímica

* 1964

Créditos: Duncan Hull

Doudna foi pioneira no desenvolvimento de CRISPR, uma tecnologia capaz de quebrar e editar códigos genéticos que pode levar a extinção de muitas doenças.

- Publicidade -