pintinhos
Pintinhos da raça poedeira não são aproveitados pela indústria e são triturados, informa a Animal Equality. Foto: PIxabay

A Animal Equality, organização internacional de proteção animal, lançou nesta quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021,  uma campanha para impedir que milhões de pintinhos machos sejam triturados vivos em incubatórios do Estado de São Paulo. O objetivo da mobilização é pressionar os deputados para aprovar o Projeto de Lei 1.045/2015, que proíbe a prática em todo o Estado.

Pintinhos machos são considerados inúteis pela indústria de ovos. Eles também não servem para o abate porque a raça das galinhas poedeiras é diferente da raça dos frangos usados para produção de carne.

“Os animais são jogados ainda vivos em grandes trituradores ou sufocados até em sacos plásticos. É comum encontrar trituradores em mau estado de conservação, com lâminas que não funcionam corretamente e prolongam ainda mais o sofrimento dos animais”, diz CarlaLettieri, nova diretora-executiva da Animal Equality Brasil.

De acordo com estimativas da Animal Equality, anualmente, 80 milhões de pintinhos machos são triturados vivos no Brasil em suas primeiras 24 horas de vida. “É importante que a proibição comece por São Paulo porque o Estado é hoje o maior produtor de ovos do país. Vamos trabalhar para que outros estados também adotem a legislação”, afirma Lettieri.

Já existe no mercado tecnologia alternativa para evitar essa crueldade. Chamado sexagem in-ovo, o método, detecta o sexo dos embriões, o que permite que esses ovos sejam descartados no início do desenvolvimento embrionário, de preferência antes dos seis dias de incubação, pois até esse momento tem-se a garantia que o embrião não tem a capacidade de sentir dor. Este método já usado na Alemanha, Suíça e França.

Para evitar que pontinhos sejam triturados, método detecta sexo do animal na fase embrionária. Foto: Pixabay

Animal Equality 

Animal Equality é uma organização internacional de proteção de animais presente nos Estados Unidos, Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália, Índia, México e Brasil. A Animal Equality inspira pessoas no mundo todo a adotarem escolhas mais humanas e sensíveis em relação aos animais e se dedica a defender animais criados para consumo por meio de projetos de educação, advocacy, relações corporativas e investigações.