mini turbina eólica
Nick, fundador da satrtup Halcium, ao lado da mini turbina eólica que está desenvolvendo. Foto: Reprodução | Halcium

A Halcium, startup americana de Salt Lake City, tem um projeto que pode revolucionar a geração de energia limpa para residências. É uma mini turbina eólica chamada PowerPod, desenvolvida para funcionar em cidades. Segundo seus criadores, é a turbina eólica mais poderosa e segura da história.

Outro diferencial é um custo menor do que os painéis solares, com uma eficiência maior quando usada em áreas com menos de 300 dias de sol por ano, de acordo com os idealizadores. A mini turbina eólica de 1 kW tem potencial para produzir 3 vezes mais energia do que uma turbina convencional. A potência extra se deve a um avançado sistema de pás na chainstay, que aumenta a velocidade do vento em 40%.

Como não possui partes externas móveis, o equipamento é seguro para crianças, animais de estimação e animais selvagens, como pássaros.

Projeto para centros urbanos

Ao desenvolver uma turbina eólica portátil, a startup queria criar um dispositivo que se encaixasse perfeitamente no espaço urbano, podendo ser instalado em telhados, muros, no topo de edifícios ou mesmo em motor homes ou qualquer superfície segura para gerar eletricidade.

O fluxo de ar é coletado na parte externa da bainha e então concentrado em uma lâmina circular, que está completamente contida dentro do equipamento. Devido ao seu formato, a casca externa pode receber o vento de qualquer direção ou de correntes de ar vindas de diferentes direções, simultaneamente, o que é perigoso para o funcionamento de turinas eólicas tradicionais.

O design do dispositivo consegue aumentar a velocidade do vento, reduzindo a necessidade de se instalar o PowerPod em postes altos. Com isso elimina-se a necessidade de estruturas de sustentação caras e de cabos longos.  

Existe ainda a possibilidade de conectar a mini turbina eólica a sistemas solares, somando uma uma fonte diversificada de energia que pode ser importante em dias com menos sol.

O sistema pode ser usado em locais públicos e residências e pode, em última instância, se tornar uma fonte adicional e rápida de energia limpa, diminuindo a dependência da rede elétrica comercial.

A startup está em busca de apoio financeiro para o projeto, que ainda está em fase de testes mas que tem um enorme potencial.

Para mais informações, acesse www.halcium.com.