A prefeitura de Vancouver passou a usar plástico reciclado para asfaltar as vias públicas. Além de proporcionar um novo uso para os resíduos plásticos, a ação sustentável pode amenizar o aquecimento global e transformar a cidade canadense em uma das metrópoles mais verdes do mundo.

Segundo o engenheiro Peter Judd, o novo material evita a emissão de cerca de 330 toneladas de carbono na atmosfera, contribuindo para minimizar os efeitos do aquecimento global e do aumento da camada de ozônio.

Isso porque, ao contrário da pavimentação convencional, o asfalto ecológico não requer altas temperaturas para ser aplicado nas vias públicas. Assim, o combustível que seria utilizado para esquentar o pavimento é economizado em 20%.

Embora o asfalto ecológico possa custar até três por cento mais caro do que a pavimentação comum, as autoridades públicas de Vancouver não estão poupando esforços para colaborar com o meio ambiente. A iniciativa faz parte de um pacote de ações que teve início no ano passado, a fim de transformar a cidade na área metropolitana mais verde do mundo até 2020.

Além de recapear as vias públicas com asfalto de plástico reciclado, o plano contempla medidas de mobilidade urbana sustentável, geração de energia limpa e conscientização ambiental dos habitantes da cidade. Com informações do InHabitat.

Redação CicloVivo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.