A Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de São Paulo, por meio do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, divulgou nesta quinta-feira (21) a consulta pública para o lançamento do 1º Plano Rural Agroecológico Paulistano. O documento promove ações de inclusão e desenvolvimento  de atividades agroecológicas no município, além de buscar a melhora nas condições de trabalho dos agricultores dos extremos sul, norte e leste da cidade. 

Em 2018, o Conselho Rural realizou uma série de oficinas temáticas com a participação de agricultores e movimentos sociais que atuam no setor rural, o objetivo dos encontros foi nortear as principais pontuações e melhorias indicadas pelos trabalhadores do campo. Em paralelo, o Conselho também se reuniu com secretarias municipais e entidades públicas, buscando alinhar ações e projetos que tenham relação com o Plano Rural Agroecológico Paulistano.

Contando com 17 eixos temáticos, a última etapa do Plano Rural Agroecológico Paulistano é a consulta pública, incentivando o diálogo com os munícipes que trabalham com agroecologia. “Quase 30% do território municipal é composto por regiões rurais e de agricultura urbana, e pela primeira vez, os trabalhadores rurais de São Paulo receberão um plano dedicado ao desenvolvimento territorial. Nosso objetivo por meio dessa consulta pública é possibilitar que o trabalhador rural conheça o Plano, além de ter a oportunidade de manifestar a sua opinião sobre os objetivos listados”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Plano Rural Agroecológico

Os eixos temáticos do Plano Rural apontam uma série de objetivos voltados a saneamento básico; agroturismo; cultura; segurança e fiscalização; saúde e proteção; conservação ambiental; ensino e educação; agricultura urbana; geração de renda; regularização; dentre outros. Para indicar o período de aplicação dos objetivos foi criado quatro níveis de prioridade: urgente – 1 a 2 anos; alta – 2 e 4 anos; média – 4 e 6 anos; baixa – 6 e 8 anos.

“O Plano Rural Agroecológico Paulistano promove o desenvolvimento econômico da zona rural e das áreas urbanas que há atividade agroecológica. Os 17 eixos temáticos propõem ações a serem aplicadas pelo poder público para os próximos oito anos, incentivando a sustentabilidade  do desenvolvimento territorial integrado com a conservação dos recursos naturais”, explica o presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, Luis Henrique Marinho Meira.

O Plano Rural Agroecológico Paulistano, assim como a página de consulta pública pode ser acessada até 9 de dezembro por meio do link: http://bit.ly/planoruralagropaulistano.