Oxford. Você já deve ter ouvido esse nome. Berço de uma das universidades mais famosas do mundo, a cidade do condado de Oxfordshire, na Inglaterra, quer se tornar a primeira zona de emissões zero de todo o mundo. Os planos foram anunciados nesta semana.

Serão eliminados carros a gasolina e diesel em seis ruas no centro da cidade a partir de 2020. Ou seja, daqui a apenas três anos somente veículos elétricos poderão circular nas vias.

Até 2035, a ideia é que a medida seja aplicada em todo o centro da cidade. A zona de emissões zero vai reduzir os níveis de dióxido de nitrogênio em até 75% – um poluente atmosférico muito comum e que está presente na fumaça dos carros -, afirma a gestão da cidade.

Segundo o jornal Independent, substituir os carros movidos a combustíveis fósseis da cidade custará sete milhões de libras, além dos custos administrativos e operacionais para impor a proibição. Quem não se adequar, provavelmente, será multado.

Para alcançar o feito, Oxford já recebeu duas concessões de £ 500,000 e £ 800,000 para instalar pontos de recarga para táxis elétricos e carros elétricos de residentes,, de acordo com o The Guardian. As medidas de incentivo também incluem taxas de estacionamento reduzidas para veículos elétricos.

E não é só a cidade de 134 mil habitantes que está disposta a eliminar os combustíveis fósseis. O Reino Unido prometeu proibir todos os carros a gasolina e diesel até 2040 como parte de um plano para combater a poluição do ar, veja aqui.

Redação CicloVivo