Energias renováveis ultrapassam combustíveis fósseis em novos investimentos

As energias renováveis já venceram o petróleo na disputa pelo mercado mundial. Esta é a conclusão do relatório anual de Mercado em Novas Energias feito pela Bloomberg (BNEF). Segundo a análise, a mudança é fruto de um processo que vem ocorrendo desde 2013.

Nos últimos dois anos o mundo aumentou em 143 gigawatts sua capacidade de produzir energia renovável. No mesmo período, as novas usinas que queimam combustíveis fósseis adicionaram 141 gigawatts. De acordo com a Bloomberg, esta tendência tem a continuar e em 2030 o mundo deve ter mais do que quatro vezes a sua capacidade atual renovável.

“O sistema elétrico está se deslocando para fontes limpas”, explicou Michael Liebreich, fundador da BNEF, em declaração oficial. O especialista garante que o novo mercado deve crescer mesmo que o petróleo e o carvão sejam comercializados com menores custos.

Com o passar dos anos, as opções renováveis têm estado cada vez mais baratas. A energia solar tem sido o destaque em popularização. Atualmente as placas fotovoltaicas respondem por 1% do mercado de energia elétrica. Mas, segundo a Agência Internacional de Energia, o modelo poderia garantir sozinho toda a demanda mundial já em 2050.

Os investimentos em energia limpa são necessários para reduzir a dependência mundial de combustíveis fósseis e impedir que a temperatura global continue a subir devido às emissões de gases de efeito estufa.

Redação CicloVivo