eletrônicos e eletrodomésticos
Foto: ABREE
- Publicidade -

Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (ABREE) divulgou que Brasil superou a marca de 3.100 pontos de recebimento homologados para viabilizar a logística reversa e a destinação ambientalmente correta de produtos eletrônicos.

De acordo com a ABREE, só em 2021, mais de 2 mil novos pontos para o descarte correto de resíduos eletroeletrônicos foram implementados.

Os espaços que recebem eletrônicos para reciclagem estão espalhados em 1.216 municípios, de 26 estados e no DF. “Nosso desafio é grande e a expansão continua, já que quanto maior a quantidade de pontos de recebimento, maior o incentivo ao descarte e o cuidado com o meio ambiente. Já estamos em plena operação em oito capitais e até o fim do ano chegaremos a mais três, Porto Alegre, Goiânia e Porto Velho”, explica Sergio de Carvalho Mauricio, presidente da ABREE. 

- Publicidade -

Para saber onde descartar o seu eletroeletrônico, CLIQUE AQUI.

descarte eletrônicos
Foto: Reprodução | Site ABREE

Considerando apenas as capitais, as centrais de logística reversa já cobrem todas as regiões do país: Sul (Florianópolis e Curitiba), Sudeste (Rio de Janeiro e Vitória), Centro-Oeste (Campo Grande e DF), Norte (Manaus) e Nordeste (Maceió). 

A ABREE também aprimorou o sistema de busca de pontos de recebimento em seu site: basta digitar o CEP e o produto a ser descartado para obter os endereços mais próximos. 

Logística reversa

A logística reversa traz uma série de benefícios: a destinação final ambientalmente correta de resíduos impede o descarte inadequado em aterros sanitários, evitando a poluição do solo e das águas. Além disso, gera emprego e renda para a população dos municípios, permitindo o desenvolvimento de uma nova indústria, com a profissionalização da cadeia e a geração de valor tanto social quanto econômico.  

eletrônicos e eletrodomésticos
Foto: ABREE

“De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente até 2019 o país possuía apenas 70 pontos de recebimento de produtos. Somente em 2021, conseguimos aumentar de 1.300, em janeiro, para mais de 3.100 pontos até agora. Isso só foi possível graças à atuação em conjunto com os municípios, fabricantes, varejistas e o próprio MMA. Todos estão fazendo a sua parte, agora contamos com a participação cidadão”, destaca Mauricio. 

As próximas inaugurações de Centrais de Logística Reversa de Eletroeletrônicos acontecerão em Porto Alegre -RSGoiânia-GO Porto Velho -RO até dezembro. 

- Publicidade -