camomila
Além de ser ótima para chás, a camomila é uma flor linda e perfumada. Foto: Eugene Mykulyak | Unsplash

O cultivo de espécies comestíveis em casa nos proporcionam maior autonomia, além do prazer de poder colher aquilo que plantamos. Então, por que não plantarmos espécies que são ótimas para infusão e nos proporcionam deliciosos chás, alguns até com características medicinais?

É o caso da Camomila (Matricaria chamomilla), que através de suas flores produz um ótimo chá calmante e digestivo, ajudando a diminuir a ansiedade e a insônia, além de suavizante para pele, utilizada muito para higiene de bebês, ou como clareador natural dos fios de cabelo.

camomila benefícios
A camomila aplicada pode ser aplicada na pele para tratar inflamações e doenças de pele. Foto: Pixabay

No caso do uso para cólicas, tanto de bebês quanto às menstruais, as propriedade das suas flores atuam como anti-inflamtório e antiespasmódico, acalmando os músculos e nervos internos.

De origem Europeia, a Camomila vem sendo utilizada desde a antiguidade com os Gregos e Egípcios, e ainda hoje é possível encontrá-la em jardins públicos europeus e até de algumas regiões da Ásia, por ter um caráter espontâneo e de fácil cultivo nessas regiões de clima temperado, assim como plantadas em jardins ao redor de muitas casas por simbolizar prosperidade.

Mais do que muito versátil na medicina e na indústria dos cosméticos, a Camomila também tem característica ornamental com suas delicadas e pequenas folhas e flores brancas com miolos amarelos que lembram pequenas margaridas.

flores fáceis de cultivar
Foto: Pixabay

São plantas rasteiras, atingindo no máximo até 50 cm de altura, e que cobrem grandes áreas remetendo a belas paisagens campestres e exalam um perfume delicado e adocicado que acaba atraindo muitas abelhas!

Sol, solo e rega

Planta de Sol pleno, ou seja, que necessita de pelo menos 4 horas de sol forte direto nelas para sua saúde, toleram o vento e necessitam de uma rega mais frequente, pois não toleram solo seco, este mesmo solo do qual são exigentes quanto à fertilidade.

Foto: Olga Subach | Unsplash

São de ciclo anual, portanto após um ano, no máximo dois, é necessário seu replantio através de sementes e semeadura indireta, e são consideradas ótimas plantas para se ter como companheiras, favorecendo o crescimento de outras próximas.

Plantio da camomila

Para plantio de sementes, este pode ser feito durante o ano todo, exceto em locais de geada, evitando esta época. Use uma sementeira para germinar suas sementes, deixando em local de sombra e com alta umidade no substrato. Aguarde de 7 a 14 dias para germinar e as replante em local definitivo quando estiverem com pelo menos 4 folhas.

A camomila pode ser plantada em vasos. Foto: Sixteen Miles Out | Unsplash

Fica linda em canteiros de jardins, mas também podem ser cultivadas em vasos. Para isso, prefira vasos mais largos do que profundos, pois seu crescimento é lateral. Faça uma boa camada drenante com argila expandida ou outro material que proporcione uma boa drenável como pedras ou pedaços de cerâmica, cubra-o com a manta drenante e complemente com um substrato rico em matéria orgânica, como húmus de minhoca.

Plante as mudinhas retiradas da sementeira espaçando-as em 15 cm umas das outras. No plantio, certifique-se que elas estão estáveis para garantir seu enraizamento, e regue logo em seguida. Garanta que o vaso ficará em local onde ela poderá tomar sol.

Colheita

Depois de seca, a camomila tem que secar em local seco, à sombra. Foto: Irene Ivantsova | Unsplash

Quando florescer, colha as flores com a haste quando estiverem completamente abertas e deixe-as secando em local seco e à sombra. Depois de secas, guarde-as, sem as hastes, em um recipiente limpo, seco e hermético para utilizar em infusão. Para finalizar, uma dica rápida! Deixem algumas flores na planta para completarem o ciclo completo e gerarem sementes, assim poderá gerar suas próprias sementes e ter sempre lindas mudas de camomila!