maracujá
Além da fruta, o pé de maracujá tem flores lindas. Foto: Pixabay

O maracujá é uma das frutas mais versáteis que existem. Pode ser usado para bolos, doces, sucos e ainda pode ser totalmente aproveitado em receitas que usam suas sementes e cascas. Tem também propriedade medicinais, sendo o seu efeito calmante um dos mais difundidos.

O pé de maracujá também é bastante apreciado, dando frutas e flores lindíssimas que trazem beleza e polinizadores para nossos jardins. O que pouca gente sabe é que podemos plantar maracujá em vasos.

Que tal ter seu próprio pé de maracujá em casa? Veja o passo a passo para plantar e cuidar da planta.

O maracujá pode ser aproveitado integralmente em várias receitas. Foto: Pixabay

Plantio

Existem três possibilidades para o plantio do pé de maracujá. Mas, antes de falar do plantio, é preciso escolher um vaso e um local adequado.

O vaso deve ter pelo menos 50 litros de capacidade. Para encher, use substrato, composto orgânico, terra e areia. A umidade pode prejudicar as sementes e raízes, então é importante que a drenagem do vaso seja boa.

Como o maracujá é uma fruta de climas tropicais, o ideal é escolher um lugar com luz do sol direta na maior parte do dia. Esta é uma planta que gosta de calor de no mínimo 20°C e preferencialmente acima de 25°C.

Um dos indicadores de que a temperatura ou a exposição ao sol estão insuficientes é a falta de frutos. O pé de maracujá dá frutos o ano inteiro e a ausência deles pode indicar algum problema.

Com o vaso certo em um lugar ensolarado e quente, podemos optar pelas diferentes técnicas de plantio.

Para plantar, as sementes do maracujá devem ser lavadas e secas. Foto: Michael Kucharski | Unsplash

Plantio com sementes de um maracujá

Recolha as sementes “frescas”, já que assim elas vão germinar mais rápido. Escolha um maracujá maduro, retire as suas sementes, lave-as e deixe-as secar por uns dias. Para um vaso com capacidade de 50 litros, pode-se usar 6 ou 7 sementes.

Faça sulcos na terra e espalhe as sementes, cobrindo-as com uma pequena camada de substrato. Seguidamente, borrife água sobre a terra, sem encharcar, mas repetindo o procedimento sempre que a terra estiver seca.

O tempo para que as sementes comecem a germinar varia de 15 a 20 dias.

Pé de maracujá a partir de um galho

Escolha um pé maduro e saudável de maracujá e procure por um galho que tenha pelo menos 3 gomos. Corte o galho imediatamente abaixo do gomo mais distante da ponta.

Plante este galho no vaso, colocando um tutor para auxiliar o seu crescimento. O galho vai criar raízes em aproximadamente 2 semanas.

Transplante de mudas

Caso você tenha espaço para plantar o pé de maracujá diretamente na terra, pode fazer o transplantes de mudas do vaso para o chão quando elas tiverem pelo menos 25cm de altura.

Ao escolher o local de plantio, preste atenção para que não haja outras plantas com raízes que concorram por água e espaço.  O buraco para receber a muda deve ter a mesma altura do vaso e a mesma largura do raio das folhas da planta. A distância entre as mudas deve ser de no mínimo 40cm.

Retire a sua muda do vaso, com cuidado, especialmente com o seu sistema radicular. As raízes do pé de maracujá são muito sensíveis e podem ser danificadas no processo. Coloque-a dentro do buraco e preencha-o com terra até que o seu maracujazeiro esteja firme.

Flor de Maracujá. Foto: Pixabay

Solo e rega

O maracujazeiro requer um solo bem adubado, drenado e leve, sem umidade.  Regue apenas quando o solo estiver seco, com cuidado para não encharcar.

Fertilização

Sempre dê preferência aos fertilizantes orgânicos como esterco de galinha ou adubo produzido com compostagem. Coloque o fertilizante ao redor da planta em uma altura que pode chegar até as primeiras folhas.

Outra dica é usar palha ou lascas de madeira ao redor do maracujazeiro para evitar plantas rasteiras que compitam por nutrientes e água, já que o pé de maracujá tem raízes sensíveis.   

Poda

É importante podar o pé de maracujá para garantir que todas as partes, inclusive as mais baixas, recebam luz solar. Os galhos na base também podem ser podados, para que a planta se fortaleça e o ar circule na parte inferior. Sempre deixepelo menos 4 “nós” em cada ramo do seu maracujazeiro, em relação à base do galho na hora de cortar.

O momento certo para podar é antes da floração. Podas depois da floração podem enfraquecer a planta e prejudicar sua produtividade. Na hora de podar, é importante verificar qual é o caule principal, para evitar removê-lo por descuido.

O pé de maracujá é uma espécie trepadeira que precisa de suporte para crescer e produzir frutos. Foto: Pixabay

Suporte

O maracujazeiro é uma planta trepadeira e precisa de suporte para o seu crescimento. É possível usar cercas e prender os galhos com o auxílio de barbante ou arame ou construir um sistema de estacas com pelo menos 1,5 metro de altura. No caso do plantio na terra, as estaca devem ter no mínimo 2 metros e estar com cerca de meio metro fixado na terra.

Polinização

As abelhas normalmente são atraídas pelas flores de maracujá e fazem o trabalho de polinização. Caso não haja abelhas ou outras espécies polinizadoras, é preciso pegar um pincel limpo e, com delicadeza, pincelar o pólen das flores masculinas e esfregar de leve nas flores femininas.

A flor do maracujá atrai abelhas e outras espécies polinizadoras, favorecendo outras plantas no local. Foto: Pixabay

Pragas e doenças

Um dos principais problemas na planta de maracujá são os pulgões. A boa notícia é que é possível combater esta praga com joaninhas. Elas se alimentam dos insetos adultos e dos ovos e você garante um pé de maracujá livre de pulgões e de venenos. Estudos mostram que a produtividade do pé de maracujá cultivado de forma orgânica é 3 vezes maior do que  com o uso de agrotóxicos.