replantar
Foto: Cottonbro | Pexels
- Publicidade -

Por Luiza Cesar | Casa.com.br

Será que sua plantinha está feliz e com espaço suficiente? Em média, as plantas superam o tamanho do recipiente e precisam ser replantadas pelo menos uma vez em suas vidas. Fique atento, pois as raízes estarem rastejando ao longo do topo do solo ou crescendo através dos orifícios de drenagem no fundo do vaso é um sinal que sua muda se encontra presa à raiz e precisa de mais espaço.

- Publicidade -

Outra maneira de saber que chegou a hora de refazer a casa do ramo é, ao regar, perceber se a água corre e sai pela abertura de drenagem – mostrando que as raízes estão ocupando muito espaço no vaso atual e que não há proporção suficiente de solo.

Chegou a hora de replantar? Siga estes sete passos!

Foto: KoolShoters | Pexels

1º passo: Escolha um recipiente, aproximadamente, 5cm maior do que o vaso sendo utilizado. Potes que ultrapassam essa medida podem apresentar muito solo para as raízes, fazendo com que a planta permaneça muito úmida e causando problemas de raiz. 

2º passo: Preencha ⅓ do novo vaso com terra fresca.

Foto: Bloomscape

3º passo: Com cuidado, deslize a planta para o recipiente espaçoso. Sacudir suavemente o ramo para estimular o crescimento das raízes ou usar uma faca de jardinagem podem ser necessários. Utilize uma tesoura afiada ou de poda para cortar as raízes mortas, pastosas, descoloridas ou excessivamente longas. Limpe as lâminas com álcool isopropílico entre cada corte.

4º passo: Posicione a muda no centro do vaso, fixando o topo de sua raiz a alguns centímetros abaixo do topo do vaso.

Foto: Ketut Sublyanto | Pexels

5º passo: Encha o pote com terra e cubra a raiz completamente. Aperte o solo gentilmente, como uma pá ou espátula. 

6º passo: Regue o ramo inteiro até que a água flua livremente da parte inferior.

7º passo: Coloque o vaso de lado e espere até que toda a água escoe e coloque-o em um novo pires, certificando que não há poças.

Foto: Skitterphoto | Pexels

Dica: Sempre opte por vasos que tenham orifícios no fundo, assim o excesso de água escorre para um pires. Uma planta sem drenagem é muito mais suscetível ao apodrecimento das raízes, danos ou morte por estar extremamente úmida. 

- Publicidade -