Já imaginou ter um jardim inteiro de cactos? Pois você pode se surpreender com a diversidade e beleza dessa planta rústica que ganha cada vez mais espaço entre as plantas ornamentais.

Quando falamos em cactos lembramos dos seus espinhos. Realmente a diferença dos cactos para as demais espécies da Família Cactaceae é a presença de espinhos e acúleos. Mas, a principal característica dos cactos, assim como demais suculentas, é a capacidade de armazenar água em seus tecidos.

Essa propriedade dos cactos confere certa vantagem às plantas, que podem sobreviver em ambientes secos e desfavoráveis. Por isso são tão conhecidos como plantas rústicas.

Mas, mesmo com espinho, como plantar cactos é uma ótima ideia para quem pretende fazer um jardim bonito e diferente em casa. Existem mais de 1500 espécies de cactos, de muitos formatos, tamanhos e acredite: variadas cores e flores!

Também é uma opção ótima para presentear alguém, pois são fáceis de cuidar e com uma delicada beleza que encanta muitos colecionadores. 

E as vantagens não param por aí! Existem espécies de cactos até comestíveis como o cacto opuntia, o nopales e o cacto de pera espinhosa, aproveitados na cozinha mexicana.

Que tal inovar e criar seu próprio jardim aprendendo como plantar cactos orgânicos?

Variedade de espécies e maneiras de cultivo

De acordo com o Especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, cactos orgânicos podem ser cultivados em vasos, jardins, canteiros, em recipientes pequenos ou grandes e até em grandes espaçamentos com espécies capazes de ultrapassar 10 metros de altura.

O plantio e os tratos culturais não mudam muito de um ambiente para o outro e você pode testar toda a sua criatividade usando estas plantas na decoração da sua casa e jardim. Outras suculentas não espinhosas também são uma boa dica para decoração junto dos cactos. Por terem tratos culturais parecidos, catos e suculentas, são fáceis de combinar e compõe uma linda ornamentação.

Como plantar cactos orgânicos

Escolha da espécie

É importante que você escolha a espécie certa para o tipo de local que a planta vai ficar. Caso queira cultivar os cactos orgânicos em pequenos vasinhos, certifique-se que suas cultivares continuarão pequenas – a altura dos cactos varia muito!

Existem cactos mini que foram feitos para vasinhos decorativos até o maior cacto comercializado com 19 metros de altura. Por isso, evite surpresas inesperadas. Entre as espécies bacanas estão barril dourado, candelabro; espostoa; mandacarú; malocactus, rabo de gato, rabo de Macaco e xique-xique.

Se você quer um jardim florido de cactos, procure saber o período de florescência das espécies que escolher e combinem elas da melhor forma em seu jardim.

Luminosidade

Cactos geralmente gostam bastante de sol, mas temos cactos adaptados a todos os biomas brasileiros. Não é difícil de você encontrar vários cactos numa floresta da Mata Atlântica, por exemplo. Portanto, se certifique que seu cacto é mesmo de pleno sol ou sombra parcial. E lembre-se de levar para a área externa ou coloque perto da janela para absorver um pouco de luz caso for cultivá-los em vaso dentro de casa. São recomendadas de 8 a 10 horas de luz direta.

Preparo do local

O substrato ideal para plantar cactos orgânicos é a composição de terra adubada, areia e pedriscos, na proporção de 2:2:2.

Solo/Substrato

Plantio de cactos orgânicos desenvolve-se melhor em pH entre 5,8 e 6,3. O solo deve estar bem drenado, fértil e rico em matéria orgânica. Por isso, recomendando-se, para semeadura direta, cobertura do solo com adubo verde ou transplante de mudas direto sobre a palhada. A planta suporta solos compactados, mas evite os muito argilosos, isso pode prejudicar seu desenvolvimento.

Adubação

Cactos gostam de fósforo, por isso, experimente colocar casca de ovo no substrato. Outra dica é fazer sua própria composteira caseira. Depois de plantada, faça adubação de base uma vez por mês para estimular a floração.

Plantio

Uma dica importante: Manuseie sempre seus cactos com luva! Os espinhos podem te machucar!

Para gerar mudas novas de cactos orgânicos, você deve escolher um ramo lateral saudável e com bom crescimento, tirar a folha inteira da planta-mãe (adquira plantas orgânicas!), esperar cicatrizar por aproximadamente 48 horas e colocar a folha no recipiente escolhido com a terra já adubada sem enterrar. Deixe o recipiente em local arejado sem sol nem chuva direta. Tenha bastante paciência. Pode demorar um tempo para as novas plantinhas brotarem! Não regue na primeira semana de plantio.

Se seu plantio foi no vaso, gire o vaso uma vez por mês, pois os cactos orgânicos irão crescer em direção à luz e invertendo a posição, você evita que ele se incline ou fique torto.

Irrigação e drenagem

Regue 2 vezes na segunda semana e depois mantenha a rega a cada 15 dias. Se observar que o solo está muito seco antes desse período, não há problema de regar. Só evite solos encharcados, porque cactos ficam vulneráveis a fungos em solos muito encharcados!

Inflorescência

Seu cacto dificilmente morrerá! Mas talvez seja uma espécie mais difícil de florescer. O que você pode fazer para estimular o surgimento de flores e obter cactos floridos é reforçar a adubação a cada mês. Confira, ao escolher as espécies de cactos orgânicos de seu interesse, o período de floração e seu comportamento nesta época.