Uma parceria entre o #VADELATA, movimento da Ball Corporation, e a “Liga da Reciclagem”, inciativa da Novelis, vai ser a responsável pela gestão de resíduos recicláveis durante o desfile do bloco Galo da Madrugada em Recife e em São Paulo.

Em Recife, os catadores de materiais recicláveis ainda abrem o desfile com a “Ala dos Catadores”, em homenagem a estes profissionais. A gestão dos recicláveis do Galo da Madrugada será realizada pelo projeto “Do meu lixo cuido eu” em conjunto com cooperativas locais.

Ao todo, a ação contará com cerca de 400 trabalhadores envolvidos, gerando renda para centenas de famílias de catadores. Além disso, realizará um trabalho de educação ambiental entre os foliões. Agentes distribuirão sacolas recicláveis e darão orientações sobre como descartar corretamente os resíduos durante a festa. O material coletado será levado para ecopontos próximos aos blocos, onde serão separados, tratados e encaminhados à destinação correta.

Os foliões das duas cidades poderão acompanhar o resultado do projeto a partir do Painel da Reciclagem, placar instalado nos dois municípios, que exibirá o quantitativo coletado nos dois dias de bloco. Os dados também serão divulgados no site porumcarnavalsustentavel.com.br.

Cooperativas e impacto positivo

Durante os dois dias de bloco, o projeto “Do meu lixo cuido eu” contará com a parceria das cooperativas  Recicla Recife, Coocares, Coreplast, Esperança Viva, Cooper Recicla Torre, Pró-Recife, Verde é Nossa Vida, Coopagres, Resgatando Vidas, Eco Vida Palha de Arroz, Bola na Rede, Gusmão e das secretarias municipais de Planejamento Urbano, Secretaria da Mulher e Secretaria do Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo. Já em São Paulo, conta com as cooperativas Vitória do Belém, Recicla-Butantã e Recifavela.

Em prol de um Carnaval infinitamente sustentável, a ação ressalta os impactos positivos da reciclagem para o meio ambiente. Também incentiva a escolha da latinha de alumínio durante a folia, já que é 100% e infinitamente reciclável e campeã de reciclagem no Brasil, com uma taxa de 97,3%. Além de ser a opção mais segura para pular o carnaval, em meio às multidões.

“Esperamos um grande resultado para o meio ambiente, já que estamos falando na gestão de resíduos do maior bloco do mundo. A latinha já é embalagem mais reciclada do Brasil. Nada mais justo que a gente consiga suportar as outras cadeias no mesmo desafio de reduzir impactos”, explica Estevão Braga, Head de Sustentabilidade Ball América do Sul, fabricante de latas para bebidas.

”Além de ser essencial para a preservação do meio ambiente e ser uma atividade extremamente relevante para a nossa economia, gerando renda para milhares de pessoas, a reciclagem é também uma importante ferramenta de inclusão social”, completa Eunice Lima, diretora de Comunicação e Relações Governamentais da Novelis.

 Projeto coletou mais de 30 toneladas no Carnaval do Rio

Em sua primeira edição, em 2019, o projeto “Do meu lixo cuido eu” deixou um legado para a cidade do Rio de Janeiro, coletando para reciclagem mais de 30 toneladas de resíduos durante os ensaios técnicos e desfiles oficiais na Marquês de Sapucaí. Calcula-se que, com a reciclagem desses materiais, foram poupados cerca de 148 MWh de energia, o suficiente para abastecer mais de duas mil residências populares durante um mês.

Desfile do bloco Galo da Madrugada em Recife.
Foto: Divulgação.