- Publicidade -

Spark Park é o nome do sistema criado pelos americanos, que permite usar as fezes dos cachorros para a produção de energia. Os parques da cidade de Cambridge, no estado americano de Massachusetts, já estão equipados com a tecnologia, que é capaz de manter suas luzes acesas.

Mesmo em meio a tantas invenções tecnológicas, é difícil imaginar que alguém pudesse inventar um sistema que usasse as fezes de cachorro para fazer energia. A máquina funciona de forma simples, mas para que alcance os efeitos desejados, precisa contar com o apoio dos donos.

Para produzir energia, as pessoas que levam seus cães para um passeio no parque devem colocar os excrementos do animal em uma sacola biodegradável e depositá-la em um tubo na máquina. Feito isso, é necessário girar a manivela, para que o conteúdo seja comprimido e o cocô se transforme em gás metano.

- Publicidade -

Esse gás é encaminhado a outro compartimento e quando entra em combustão, gera energia. No caso dos americanos, a capacidade de produção é suficiente para manter as lâmpadas dos postes do parque acesas e outros pequenos aparelhos em funcionamento.

A medida é importante por atuar como fator de conscientização, pois estimula o consumo consciente. Apesar disso, um dos pontos negativos é que capacidade energética de produção é pequena, portanto só pode ser usada em pequenos aparelhos, pelo menos por enquanto.

Com informações do PEGN

- Publicidade -