- Publicidade -

O empresário Fernando Ximenes desenvolveu um poste que “gera” a sua própria energia. A criação funciona a partir de um pequeno avião colocado no alto do poste, que é capaz de gerar energia solar e eólica ao mesmo tempo.

Em entrevista concedida à Agência Ambiente Energia, o empresário relatou que a ideia surgiu em 2001, quando o Brasil sofreu a crise do apagão. Cada Produtor Independente de Energia, como é chamado o poste híbrido, alimenta pelo menos mais dois outros postes, por um período de até 70 horas. O próprio empresário bancou os gastos com o desenvolvimento da tecnologia.

O equipamento está em fase de testes no Ceará, mas já traz resultados positivos. Instalados na região do Palácio de Iracema, os postes chamam a atenção pelo visual diferente e conseguem aproveitar todo o potencial energético que a localidade possui, com bons ventos e fortes raios solares.

- Publicidade -

A escolha pelo avião foi mais do que estética. Conforme explicado pelo criador, a aerodinâmica do avião é favorável para a produção de energia. Feito de fibra de carbono e alumínio especial, as asas contêm células solares que captam os raios ultravioletas e armazenam a energia em uma bateria localizada na parte inferior.

Entre os benefícios, está o fato de produzir energia sem poluir de forma alguma o meio ambiente, e fazer isso sem precisar de muito espaço ou fazer barulho. A criatividade usada no processo de desenvolvimento, ainda pode transformar os locais em pontos turísticos por poderem ter um design diferente para cada região.

O empresário Fernando Ximenes explicou que o poste híbrido tem sido inserido no mercado através de iniciativas de testes em diversas cidades brasileiras e da América Latina em geral.

- Publicidade -