O formato é semelhante ao de uma folha de papel com recortes em tiras.
- Publicidade -

Um grupo de pesquisadores norte-americanos desenvolveu uma placa fotovoltaica que pode ser 36% mais eficiente do que os modelos tradicionais. A opção tem potencial para tornar a produção de energia solar residencial mais barata e efetiva.

Os cientistas da Universidade de Michigan se basearam em uma antiga técnica japonesa de recortes de papel, chamada de kirigami. O formato é semelhante ao de uma folha de papel com recortes em tiras, que o deixam ondulado. As placas feitas dessa maneira aproveitam a luz solar em diversos ângulos, maximizando a produção.

A eficiência do painel ondulado é quase a mesma das placas automáticas, que seguem o sol durante todo o dia. No entanto, o modelo antigo custa mais e tem a estrutura muito mais pesada, sobrecarregando os telhados das casas.

- Publicidade -

Os pesquisadores ainda não têm previsão de quando as placas onduladas estarão disponíveis no mercado.

Redação CicloVivo

- Publicidade -