As crianças devem aprender desde cedo que tudo em excesso causa algum dano. | Foto: Pixabay by CC0
- Publicidade -

Se você gosta de comemorar o Halloween, seguindo as tradições à risca, tenha cuidado. O consumo excessivo de doces em um curto período de tempo pode causar efeitos imediatos no organismo, como dores de cabeça, dores de barriga ou constipação, gases, enjoos e falta de apetite.

Em caso de intoxicação alimentar por excesso de doce, deve-se procurar o serviço de pronto atendimento mais próximo e suspender imediatamente o consumo dos produtos.

A nutricionista Silvia Ribeiro Messalem, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, dá duas dicas para substituir os doces por opções mais saudáveis e menos calóricas: trocar os bolos confeitados por bolos simples (sem recheio e sem cobertura) e o brigadeiro convencional pelo famoso docinho de festa feito à base de biomassa de banana verde, que não altera sabor nem a consistência, e é muito mais saudável e rico em vitaminas A, B1, B2 e minerais.

- Publicidade -

De acordo com ela, o equilíbrio é a palavra-chave, mas caso aconteça algum exagero, em uma determinada refeição, o ideal é tentar equilibrar o máximo possível às demais.

“As crianças devem aprender desde cedo que tudo em excesso causa algum dano. Elas podem sim comer alguns doces no Halloween, mas não em quantidades exageradas. Em longo prazo, o consumo exagerado de calorias, pode levar ao aumento de peso e ao desenvolvimento de diversas doenças”, alerta.

- Publicidade -