- Publicidade -

O cientista brasileiro Fernando Galembeck anunciou, na última quarta-feira (25), os resultados de uma pesquisa que pode inovar a produção de energia. Os estudos feitos por ele mostram que é possível transformar a energia atmosférica em elétrica.

Durante muito tempo as gotículas de água presente na atmosfera foram objetos de estudo de diversos cientistas, porém até então ninguém havia obtido sucesso. Sempre fora considerado que essas gotas d’água eram eletricamente neutras. Mas, o estudo feito por Galembeck, que também é professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mostrou que elas adquirem carga elétrica ao entrarem em contato com as partículas de poeira do ar. Essa captação e transmissão de energia é chamada de higroeletricidade, ou seja, eletricidade da umidade.

A expectativa do pesquisador é de que, em breve, seja possível desenvolver coletores de higroeletricidade parecidos com as células fotovoltaicas, que captam a energia solar. Se esses planos se confirmarem, a energia pode ser usada em residências e empresas.

- Publicidade -

Os painéis teriam melhor rendimento ao serem instalados em regiões mais úmidas, entre elas, países com características tropicais, como é o caso do Brasil. Os estudos também podem ser úteis para a prevenção de raios, desde que ao serem desenvolvidos os painéis, eles sejam colocados no alto dos prédios.

Com informações do site Inovação Tecnológica

- Publicidade -