Um novo método desenvolvido por pesquisadores da Universidade da Geórgia consegue extrair energia elétrica ao interromper a fotossíntese dos vegetais. As experiências comprovaram que, durante o processo orgânico, as folhas não só geram nutrientes para a planta, mas também eletricidade.

Para produzir energia elétrica, foi criado um método que interrompe a produção dos compostos orgânicos das plantas. Assim, parte dos elétrons presentes na reação, que produzem os compostos que nutrem os vegetais, é separada e direcionada para gerar eletricidade. "Nós desenvolvemos uma maneira de interromper a fotossíntese, para que possamos capturar os elétrons antes que a planta use-os", explicou Ramaraja Ramasamy, autor da pesquisa.

A equipe ficou satisfeita ao descobrir que, enquanto os painéis solares convencionais apresentam de 12% a 17% de eficiência, as plantas conseguem aproveitar a luz do sol em sua totalidade. Ou seja, cada partícula solar captada pelos vegetais gera uma quantidade de energia elétrica. 

Para deter as reações químicas da fotossíntese, os pesquisadores utilizaram nanotubos de carbono – estruturas 50 mil vezes mais finos que um fio de cabelo – para separar e imobilizar as estruturas que recebem e armazenam a luz do sol no interior da planta.

A pesquisa ganhou o gigante nome de Alta atividade foto-eletroquímica de compósitos de nanotubos de carbono tilacóide para a conversão de energia fotossintética e foi publicada no Journal Energy and Environmental Science. Para Ramasamy, ainda vai levar um tempo para que esta fonte de energia limpa chegue ao alcance das pessoas, mas já estão sendo realizados testes para viabilizar o uso deste método de geração.

Redação CicloVivo

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.