- Publicidade -

Um satélite que mede os efeitos do aquecimento global sobre o gelo polar e traduz informações sobre o aumento do nível do mar foi lançado pela Agência Espacial Européia (ESA).

Em 2005 a agência tentou fazer o lançamento do primeiro foguete, mas não obteve sucesso. Cinco anos depois, a decolagem do CryoSat2, que pesa 700kg, foi bem sucedida.

O satélite fornecerá informações importantes e precisas no que diz respeito aos efeitos do aquecimento global. É de conhecimento geral a importância das geleiras para a manutenção do clima, por isso é necessário um cuidado especial com as regiões polares.

- Publicidade -

Mudanças significativas têm ocorrido e o trabalhos dos pesquisadores será muito mais detalhado com as informações fornecidas pelo CryoSat2. Através de um radar, o satélite medirá a espessura da terra e do gelo, conseguindo captar mudanças de até um centímetro, o que é impressionante, já que as camadas podem chegar a ter cinco quilômetros de espessura.

Com o derretimento do gelo o nível do mar, consequentemente, é elevado e, caso isso aconteça, os reflexos serão sentidos no mundo inteiro.

- Publicidade -