A empresa sueca ÖKO comercializa uma garrafa que utiliza uma tecnologia desenvolvida pela NASA, capaz de eliminar mais de 99,9% das impurezas da água. Os suecos também prometem que o recipiente pode transformar a Coca-Cola em líquido transparente, livre de corantes, aromatizantes e outras propriedades industrializadas – mas, de acordo com um teste, o filtro ainda parece preservar o açúcar.

O sistema de filtragem da garrafa especial é composto por um dispositivo cujos poros têm apenas dois mícrons de diâmetro. Invisíveis a olho nu, estes pequenos furinhos fazem com que a garrafa possa filtrar com eficiência a quantidade de água disponível em até 100 galões – assim, a alternativa pode ser utilizada nos locais que sofrem com a falta de saneamento básico, problema comum nos países em desenvolvimento.

Nos testes da empresa, a conversão do refrigerante em água foi instantânea, e vários usuários da garrafa postaram a experiência nas plataformas da web e nas redes sociais. No entanto, um tira-teima realizado pelo site de notícias asiático RocketNews24 mostrou que o refrigerante fica transparente e perde o gás, mas não fica, necessariamente, potável. “Na verdade, o gosto era de água com açúcar”, afirmou o site de notícias.

A garrafa é vendida pela internet, e seu preço pode ser considerado como acessível se for levada em conta a eficiência oferecida. No site da ÖKO, cada exemplar é adquirido por cerca de 25 dólares (algo em torno de 58 reais), e a tecnologia tem tudo para melhorar a vida das pessoas que não têm acesso à água potável em várias partes do mundo.

O vídeo abaixo mostra a conversão do refrigerante em água:

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.