O estudante alemão Dennis Siegel criou um gerador que transforma em energia as ondas transmitidas no ar por qualquer aparelho elétrico, desde cabeamentos de energia e antenas, até celulares e roteadores. O dispositivo aproveita as radiações eletromagnéticas para produzir eletricidade.

A brilhante invenção do estudante da Universidade de Arte de Bremem funciona em duas versões: tanto aproveitando as radiações de frequências baixas (entre 50 e 60 Hz), como gerando eletricidade através das altas frequências (ondas de rádio, telefonia, bluetooth e WiFi), que se propagam pelo ar.

Como os estudos não foram concluídos, ainda não é possível afirmar que há radiação e tecnologia suficientes para que o gerador seja mais eficiente e menos limitado em alcance e geração. No entanto, o estudante garante que o sistema é capaz de carregar uma bateria AA por dia, usando apenas a eletricidade obtida das radiações eletromagnéticas.

Siegel ainda não patenteou sua invenção, entretanto, o equipamento segue os mesmos princípios dos carregadores sem fios, que vêm sendo cada vez mais usados por smartphones. Porém, o desafio deste tipo de geração é direcionar a eletricidade para o aparelho em que será utilizada.

De acordo com especialistas, o sistema desenvolvido por Siegel é simples, já que qualquer aparelho ligado à eletricidade emite radiação eletromagnética – e, se canalizada em bobinas de cobre, por exemplo, esta força poderá gerar energia elétrica. O estudante não forneceu informações detalhadas sobre o dispositivo que ainda está em fase de testes e não tem previsão para chegar ao mercado. Com informações do Gizmag.

 Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.