O estudante de física da Universidade de Purdue, dos Estados Unidos, Tony Danger Coiro gastou apenas 50 dólares para adquirir uma moto usada. Desde o início, ele tinha o objetivo de testar uma tecnologia que fizesse o veículo zerar suas emissões de carbono. A experiência deu certo, ele conseguiu instalar placas fotovoltaicas fazendo com que a moto funcionasse a partir de energia solar.

Além da economia do combustível, o experimento resultou em uma moto 100% silenciosa. Uma grande vantagem, levando em consideração que o modelo é uma Suzuki de 1978.

Ao todo, foram gastos 2.500 dólares para reformular o veículo, que roda 24 km com carga solar e atinge em média 72 km/h. De acordo com os cálculos do estudante, é gasto, em média, um centavo de dólar para rodar um quilômetro.

O estudante também lançou uma espécie de clube para ajudar outros alunos a investirem no desenvolvimento de transportes ecológicos. Coiro recebeu uma patente provisória para sua moto. "A experiência de condução é surreal. É como andar em um tapete mágico", afirma.

Seus planos para o futuro incluem uma empresa que desenvolva veículos elétricos e uma companhia de energia sem fins lucrativos. Ele ressalta que a oferta dos combustíveis utilizados hoje não será infinita. "Por isso precisamos ir para outra fonte de energia no futuro, seja nuclear, solar ou eólica".

Nascido em Indiana, nos Estados Unidos, Coiro entrou para uma lista dos cinco alunos da Universidade de Purdue que estão fazendo a diferença na busca por tecnologias limpas.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.