As grandes cidades do Japão sofrem com a falta de lugares para estacionar carros e a situação é ainda pior para as bicicletas. Diante disso, a Giken, empresa japonesa de engenharia, desenvolveu um estacionamento subterrâneo para bikes.

A proposta é tornar mais seguro o armazenamento das bicicletas e também incentivar o seu uso como meio de transporte. A empresa enfatiza a importância de oferecer locais seguros para que os usuários possam manter suas bicicletas e que sejam próximos aos centros comerciais. Assim, as pessoas utilizam a opção com mais frequência e facilidade.

“Se o estacionamento de bicicletas está disponível próximo ao destino final, as pessoas utilizam a facilidade com mais frequência. Além disso, ele elimina estacionamentos incômodos nas calçadas”, diz a empresa em seu site.

Apelidada de Eco-Cycle, a tecnologia se assemelha ao modelo já utilizado em algumas cidades espanholas, conhecido como Biceberg. Os fabricantes garantem total segurança das bikes, sem a necessidade de prendê-las a algum ponto fixo ou do uso de cadeados.

Superficialmente, a estrutura se assemelha a um elevador. O uso é simples e o ciclista precisa, apenas, inserir sua bicicleta através de uma porta-automática, que o sistema se encarrega de levá-la até uma vaga desocupada. A ferramenta possui apenas sete metros de largura, mas sua profundidade permite o armazenamento de até 204 bicicletas, por módulo.

O Eco-cycle é feito com materiais pré-fabricados, à prova de terremotos, e pode ser construído rapidamente com um sistema de estacas.

Segundo a empresa, conforme o tempo passa, as necessidades públicas podem mudar. Por isso, é possível retirar as estacas instaladas para fazer a parede do bicicletários e reutilizar para outras finalidades. “O Eco-cycle pode executar a função necessária no período de tempo necessário, e, em seguida, pode ser facilmente removido uma vez que não for mais necessário. Por isso, é considerado uma estrutura funcional, com ciclo de vida pré-definido.”

A empresa também oferece soluções para estacionamento subterrâneo de bicicletas dentro de edifícios comerciais e já implantou 37 estacionamentos distribuídos pelo Japão. Juntos, abrigam quase sete mil bicicletas.

Assista ao vídeo que mostra como funciona o bicicletário:

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.