- Publicidade -

O Departamento de Ciência e Engenharia da Computação, da Universidade de San Diego, na Califórnia, foi o responsável pelo desenvolvimento do aparelho que pretende revolucionar a maneira do cidadão comum perceber a poluição a sua volta.  Trata-se do “CitiSense”, um medidor de poluição atmosférica.

O medidor é uma caixinha pequena que contém um mini computador que transmite dados pela internet e três sensores de gases poluentes. Os resultados chegam ao telefone celular em tempo real e o usuário pode compartilhar os números nas redes sociais.

Além de mensurar a quantidade de poluentes também é possível saber quais os gases que estão presentes em maior quantidade. A Califórnia foi a cidade escolhida pelos cientistas por ter pouca poluição. Em especial em La Roya, estância próxima de San Diego, onde o projeto foi desenvolvido. No local, qualquer mudança na qualidade do ar pode ser facilmente identificada.

- Publicidade -

O coordenador do projeto diz que a poluição, muitas vezes, é um problema invisível e esta foi a maneira que encontrou para que as pessoas enxerguem o problema.

A previsão é de que o protótipo custe cerca de R$ 250, mas por enquanto ele ainda não está no mercado. Os pesquisadores estão em estudo para reduzir ainda mais o preço. Com informações do G1.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -