plástico algas
Foto: Reprodução | La Nation
- Publicidade -

A designer chilena Margarita Talep está trabalhando em um projeto que pode oferecer uma alternativa sustentável ao plástico para embalar diferentes alimentos. O material é feito à base de algas e é biodegradável.

As embalagens para alimentos com este novo material é bastante similar às opções de plástico, mas com uma grande vantagem: a decomposição em climas quentes leva entre 2 e 3 meses e, em climas mais frios, de 3 a 4 meses.

A matéria prima usada por Margarita é composta de algas, água e um polímero, que se misturam em diferentes proporções, dependendo da densidade desejada no produto final. Para colorir as embalagens, são usadas tintas naturais.

- Publicidade -

O processo começa com a extração de uma sustância gelatinosa das algas, a partir da fervura de algas vermelhas. A água e as tintas naturais são agregadas à esta pasta gelatinosa em quantidades que podem variar de acordo com a flexibilidade e a coloração desejadas.

Esta mistura é aquecida a uma temperatura de 80°C e, em seguida, a designer deixa a mistura esfriando em um molde até atingir cerca de 20°C ou menos. Neste momento a designer tem um gel que vai passar por um processo de secagem até se transformar em diferentes embalagens, de saquinhos para grãos a caixas para biscoitos.

Margarita destaca que este mesmo processo pode ser usado na fabricação de colheres e potes biodegradáveis, já que a matéria prima criada com as algas é bastante versátil e permite diferentes mesclas com outros materiais.

- Publicidade -