- Publicidade -

Ann Makosinski é uma adolescente canadense que, com apenas 15 anos, desenvolveu uma lanterna movida pelo calor da mão de uma pessoa. O projeto foi um dos vencedores do concurso anual de ciência do Google.

Apelidada de Hollow Flashlight (Lanterna Oca, em tradução livre), a tecnologia é simples e necessitou de poucos materiais para se tornar realidade. A inspiração para o projeto surgiu a partir do momento em que Ann descobriu que o corpo humano funciona como uma lâmpada de cem watts. Assim, ela decidiu criar uma lanterna que transformasse o calor da mão em eletricidade.

Conforme informado em seu vídeo no YouTube e também da apresentação do projeto no site do concurso, Ann calculou que o corpo humano irradia 5,7 mW/cm2, que é muito mais do que o necessário para fazer funcionar uma luz de LED. Essa energia precisou ser transformada através de um circuito simples e, a cada 50 mV produzidos pelo corpo, a jovem conseguiu cinco volts.

- Publicidade -

A estrutura da lanterna é feita a partir de um tubo de PVC. Para aumentar a capacidade e torná-la ainda mais eficiente, a estudante utilizou tubos de alumínio e pastilhas termoelétrica de Peltier. Este formato maximiza o aproveitamento do calor do corpo para transformá-lo em energia.

O modelo de lanterna criado pela canadense é uma opção sustentável, pois descarta o uso de baterias tradicionais que duram pouco e ainda oferecem diversos riscos ao meio ambiente.

Para ver todas as especificações do projeto clique aqui. Veja abaixo o vídeo de apresentação da Hollow Flashlight.

 

Redação CicloVivo

- Publicidade -