A Panini, em parceria com o WWF-Brasil, lança o livro ilustrado Animais, o grande álbum de figurinhas do mundo animal. A coleção reúne mais de 550 cromos autoadesivos, com 144 figurinhas especiais de efeito glitter, transparentes ou em corte especial que retratam os mais diversos e exóticos animais que povoam o planeta nas mais diversas regiões.

A publicação de 112 páginas é repleta de informações e dicas em uma linguagem atraente para as crianças aprenderem brincando, com muito humor e diversão. O produto, que é fruto de uma parceria internacional entre a Panini e o WWF, já é mania entre as crianças na Espanha, Itália, França, entre outros países europeus.

Para completar a diversão e incrementar o aprendizado, a Panini desenvolveu um aplicativo para smartphone e tablet que possibilita ao colecionador ter um animalzinho de estimação virtual – ele pode escolher entre um elefante ou pinguim. Através do aplicativo Animais, o usuário pode também interagir com algumas figurinhas do álbum, além de brincar com seu bichinho virtual e se divertir com jogos em Realidade Aumentada. O aplicativo está disponível nas plataformas iOS e Android.

A coleção traz figurinhas de centenas de animais, entre espécies ameaçadas de extinção ou abundantes devido ao desaparecimento de seus predadores naturais e mudanças de seu habitat, e também minúsculas, venenosas, curiosas, entre outras. Também aborda curiosidades como os animais sagrados, sobre lendas e fábulas, e também os domésticos como gatos e cachorros, comuns nas cidades e por todo o mundo, assim como espécies que vivem somente em determinadas regiões.

Com conteúdo sugerido pelo WWF-Brasil, o álbum traz uma sessão só de dicas sobre como proteger os animais e a natureza, tais como o turismo consciente, evitar o consumo de animais exóticos, tanto como alimento quanto como animal de estimação, cuidados com o habitat, instituições específicas do país etc.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.