Carne sem abate, sem sofrimento, sem antibióticos, sem a necessidade de dedicar vastas extensões de terra, água, ração e outros recursos para criar gado. Estes são alguns dos benefícios destacados pela empresa israelense Aleph Farms, que acaba de apresentar ao mundo o primeiro bife cultivado com células de animais.

A companhia afirma que o produto proporciona uma experiência completa dos cortes de carne bovina em aparência, forma e textura. Para tanto, é cultivada a partir de algumas células de um animal vivo, extraída sem dor. Essas células são nutridas e crescem para produzir uma matriz complexa que replica o tecido muscular.

Uma das barreiras para a produção de carne era que os vários tipos de células interagissem entre si para construir uma estrutura de tecido completa, como no ambiente natural dentro do animal. O desafio seria encontrar os nutrientes corretos e suas combinações que permitissem que a matriz multicelular crescesse de maneira eficiente, criando uma estrutura completa. A empresa superou este obstáculo graças a uma plataforma de bioengenharia desenvolvida em colaboração com o Technion – Instituto de Tecnologia de Israel. Basicamente, as células foram isoladas de uma vaca e cresceram em uma estrutura 3D.

Apesar de outras startups também já terem apresentado suas versões de carne de laboratório, como mostramos aqui, a criação de um bife de 5 mm chamou atenção do mundo. “Estamos moldando o futuro da indústria da carne – literalmente”, diz Didier Toubia, cofundador e CEO da Aleph Farms. “Fazer uma empada ou uma salsicha de células cultivadas fora do animal é um desafio suficiente, imagine como é difícil criar um bife de músculo inteiro. Na Aleph Farms, isso não é ficção científica. Transformamos a visão em realidade. Os produtos iniciais ainda são relativamente finos, mas a tecnologia que desenvolvemos marca um verdadeiro e grande avanço na produção de bife de células”.

Potencial

A Aleph Farms está implementando uma combinação de seis tecnologias que permitem reduzir os custos de produção da carne. “O minúsculo filé é fatiado e vai cozinhar em apenas um minuto”, diz Amir Ilan, chef do restaurante Paris Texas em Ramat Gan, Israel. “Para mim, é uma ótima experiência comer carne que tem a aparência e a sensação de carne bovina, mas foi cultivada sem antibióticos e não causa danos aos animais ou ao meio ambiente. Esta carne tem alto potencial culinário – pode ser facilmente ser servida em restaurantes, cafés da moda, bistrôs”.

A Aleph Farms foi co-fundada em 2017 pela incubadora israelense de tecnologia de alimentos The Kitchen e pela Technion. Ela é apoiada por empresas de capital de risco dos EUA e da Europa.