Uma nova loja da Nike, inaugurada mês passado em Xangai, foi construída com 5.500 latinhas de refrigerante, duas mil garrafas PET e 50 mil discos usados. Os materiais encontrados no lixo deram origem a quase toda a construção – desde a parte superior, que é um teto dobrável composto por painéis flexíveis, até a instalação elétrica e algumas peças, elaboradas com os resíduos e suas propriedades.

Chamada de Nike X158 Hyper Nature, o novo estabelecimento da marca esportiva optou por questionar os padrões de consumo e as consequências geradas pelo acúmulo de resíduos no ambiente, sem deixar de atrair os consumidores: assim, apostando numa estrutura irreverente, a Nike mostra sua preocupação com a sustentabilidade empresarial.


Fotos: Divulgação

Os materiais reciclados só não foram usados para erguer a fachada da loja, mas até a fiação do estabelecimento foi elaborada com resíduos, aproveitando as fibras das garrafas PET para no processo de produção dos módulos elétricos. Quase toda a estrutura interna pode ser modificada, o que amplia a eficiência energética e o aproveitamento da luz do sol. Além disso, os recursos usados na construção podem ser reciclados novamente, e o espaço poderá ser reaproveitado para outras instalações, de acordo com os criadores.


Fotos: Divulgação

O projeto foi desenvolvido pelo escritório taiwanês Miniwiz Sustainable Development, especializado em soluções de arquitetura, design e tecnologia verde. Uma das obras em andamento na China é o museu iGreen, uma das maiores estruturas esféricas do mundo, feita somente com  CDs e DVDs reaproveitados. Além disso, a Miniwiz está construindo uma central de reciclagem de lixo eletrônico em seu país de origem.

Por Gabriel Felix – Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.