No dia 28 de agosto, comemora-se o Dia Nacional do Voluntariado. A data é celebrada desde 1985, quando foi instituída pela Lei nº 7.352, pelo então presidente José Sarney. Destacamos abaixo alguns exemplos de voluntariado que ganharam adesão de grupos de diversos países.

Ensine a pedalar

Quem está acostumado a andar de bicicleta desde a infância pode se admirar com a quantidade de pessoas adultas que nunca aprenderam a pedalar. Há também aquelas que estão acostumadas a utilizar o modal apenas para o lazer, e têm receio de encarar os conturbados centros urbanos. Para auxiliar essas pessoas, um grupo de ciclistas experientes criou o Bike Anjo.

Por meio do projeto, são oferecidas dicas, informações e acompanhamento. O serviço é disponibilizado gratuitamente e feito para dar segurança aos novos ciclistas que desejam perder o medo de pedalar na cidade, e, quem sabe, adotar a bicicleta como meio de transporte.

Criada em São Paulo, a iniciativa chamou atenção de pessoas de outras cidades e até de outros países. Já são mais de duas centenas de voluntários em 36 cidades brasileiras. A iniciativa pode ser implementada no seu bairro. Conheça o projeto Bike Anjo

Bike Anjo/Divulgação

Conserte objetos

Há sempre um amigo, parente ou conhecido que possui habilidades para consertar tudo o que vê pela frente. Foi refletindo sobre essa questão que a jornalista Martine Postma criou o Repair Café, em Amsterdã, na Holanda. O grupo de voluntários se reúne para consertar objetos, tomar café e compartilhar experiências.

Parece ser uma ideia longe da realidade? Pois um grupo na baixada santista, em São Paulo, resolveu testar o projeto. A iniciativa é da Agência Nacional de Desenvolvimento Eco-social (ANDES), que segue o modelo holandês e já promoveu até uma edição especial só de conserto de brinquedos.

Além de oferecer um trabalho gratuito, o bacana do projeto é que ele estimula, principalmente, a reutilização de objetos que seriam descartados. Para conhecer mais o Café Reparos, clique aqui

Café Conserto/Divulgação

Ajude a construir residências

A ONG TETO reúne jovens de todos os lugares do mundo na construção de casas emergenciais para famílias carentes. O módulo pré-fabricado de 18 metros quadrados é construído em dois dias pelos jovens voluntários e as famílias da comunidade. Com início no Chile, a organização já atua em 19 países, inclusive no Brasil.

Para ajudar na construção de unidades habitacionais, basta se inscrever no site como voluntário. Há diversos processos, antes e depois da edificação. Clique aqui para saber mais.

Sirva refeições grátis

Uma iniciativa de reaproveitamento de alimentos na Alemanha inspirou o surgimento do projeto francês Disco Soupe. Trata-se de um movimento que recolhe os ingredientes no fim das feiras livres e de doações para preparar almoços gratuitos para a população.

Quinze cidades francesas já aderiram à proposta. É uma ideia simples e fácil de ser implementada. Chame os amigos cozinheiros e ajude a combater o desperdício na sua comunidade. Saiba mais sobre o Disco Soupe

Disco Soupe/Divulgação

Entre na corrente do bem

Aplicar iniciativas voluntárias pode não ser tão difícil quanto parece – além de ajudar uma determinada comunidade, você exerce a cidadania e dedica-se a atividades que em troca lhe trarão orgulho e satisfação.

Marcia Sousa – Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.