Celebridades emprestam seus perfis no Instagram para população carente

Campanha traz à tona a realidade da miséria e tem o engajamento de nomes como Bruno Gagliasso, Deborah Secco, Edson Celulari e Sabrina Sato.

Com o objetivo de dar visibilidade à situação de extrema pobreza em que vivem populações carentes, a ONG TETO lança o movimento “Invisigram”, concebido pela agência Y&R. A ação conta com o engajamento voluntário de celebridades que, por um dia, vão doar seus perfis no Instagram para moradores anônimos de comunidades carentes.

Nessas páginas, com milhares de seguidores, os habitantes vão compartilhar imagens que retratam o seu dia a dia. Os espaços foram cedidos por nomes como os de Bruno Gagliasso, Cauê Moura, Cecília Lima, Cris Guerra, Deborah Secco, Edson Celulari, Fábio Porchat, Liliane Ferrari, Raphael Viana, Sabrina Sato e Thiaguinho.

“Muitas vezes, na correria do nosso dia a dia, não vemos ou optamos por não olhar para a pobreza em que vivem milhares de brasileiros. Por outro lado, fazemos questão de acompanhar a vida de celebridades da TV, da internet e da música. O ‘Invisigram’ inverte essa lógica para impactar a sociedade e mostrar que a miséria é um problema de todos nós”, afirma Marcela de Oliveira, coordenadora da campanha institucional do TETO. “A adesão das celebridades dá endosso à causa, e o uso do Instagram de forma inovadora aumenta o potencial de alcance da ação. É exatamente isso o que buscamos”, completa Felipe Cavalcante, também coordenador da campanha institucional do TETO.

“Miséria. Perto demais para você ficar indiferente” é o conceito que amarra toda a ação. Através do site da iniciativa, os internautas podem encontrar informações sobre quais celebridades estão participando do projeto, nomes dos moradores e seus dados, detalhes sobre as respectivas comunidades, a história do TETO e instruções de como doar ou ser voluntário.

Abaixo um vídeo explicativo da ação:

A criação da campanha é de Guilherme Rácz, Tiago Marcondes, Thiago Andrade e Lucas Oliveira, sob direção de criação de Rui Branquinho, Flavio Casarotti e Cristian Mazzeo.