Uma ONG acusou a HBO de maltratar os cavalos utilizados nas gravações da série “Luck”, que tem como temática principal as corridas nos jóqueis. Em 2012, um processo cancelou a exibição da série, depois que três cavalos morreram durante as gravações.

Desta vez, a série estrelada pelo veterano ator Dustin Hoffman também tinha em seu elenco cavalos debilitados, que faziam uso de drogas pesadas e estavam abaixo do peso. Esta é a denúncia realizada pela ONG norte-americana American Humane Association (AHA), que moveu uma ação contra a HBO por maus tratos.

O processo foi aberto por Barbara Casey, diretora de produção e representante da ONG nos sets de filmagem. Casey denunciou a HBO e os colegas da AHA, que fizeram “vistas grossas” às péssimas condições a que os animais eram submetidos. De acordo com informações de agências internacionais, logo depois de registrar a denúncia na Suprema Corte de Los Angeles, a funcionária do canal pago foi demitida.

Casey alega que, mesmo doentes, os cavalos tinham que cumprir a rotina de gravações da HBO. A ex-funcionária também afirma que a única intenção do canal era seguir seu ritmo de produção, poupando tempo e economizando dinheiro, e, por isso, violavam-se as regras de segurança dos animais.

Desde o final de 2011 até março do ano passado, três cavalos foram mortos durante as gravações de “Luck”. O último deles foi ferido, e, logo depois, sacrificado. O ocorrido foi denunciado pela ONG norte-americana PETA (People for Ethical Treatment of Animals), e a HBO foi obrigada a cancelar a série.  Com informações da France Presse e do portal O Globo.

Redação Ciclo Vivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.