GM carros elétricos
- Publicidade -

General Motors, a maior montadora de automóveis dos EUA, aspira eliminar as emissões de seus veículos a partir de 2035. Isso será feito encerrando a produção de seus carros, caminhões e SUVs com motores a diesel e gasolina. A decisão é parte de uma ambição maior em se tornar totalmente neutra em carbono até 2040.

Na última quinta-feira (28), a GM anunciou que planeja se tornar neutra em carbono em seus produtos e operações globais até 2040 e se comprometeu a estabelecer metas baseadas na ciência para atingir seus objetivos. A empresa também assinou o Business Ambition Pledge para 1,5⁰C – um chamado urgente à ação de uma coalizão global de agências da ONU, líderes empresariais e industriais.

Foto: Steve Fecht / General Motors

“A General Motors está se juntando a governos e empresas ao redor do mundo trabalhando para estabelecer um mundo mais seguro, mais verde e melhor”, disse Mary Barra, presidente e CEO da GM. “Nós encorajamos outros a seguirem o exemplo e causar um impacto significativo em nossa indústria e na economia como um todo.”

- Publicidade -

Além das metas de carbono, o foco da GM será oferecer veículos de emissões zero em uma variedade de faixas de preço.

“Com este extraordinário passo à frente, a GM está deixando claro que tomar medidas para eliminar a poluição de todos os veículos leves novos até 2035 é um elemento essencial do plano de negócios de qualquer montadora”, disse o presidente do Fundo de Defesa Ambiental, Fred Krupp. 

Eletrificação

O uso de produtos da GM é responsável por 75% das emissões de carbono. Por conta disso, a multinacional terá no mercado 30 modelos totalmente elétricos, em todo o mundo, até meados da década e 40% dos modelos da empresa nos EUA oferecidos serão veículos elétricos a bateria até o final de 2025. A GM está investindo US $ 27 bilhões em veículos elétricos e autônomos nos próximos cinco anos.

Energia renovável

Embora os veículos elétricos em si não emitam emissões de escapamento, é fundamental que sejam carregados com eletricidade gerada por fontes renováveis, como eólica e solar. Este é outro foco da companhia.

Além disso, para lidar com as emissões de suas próprias operações, a GM irá fornecer 100% de energia renovável para abastecer suas instalações nos EUA até 2030 e instalações globais até 2035 – cinco anos antes da meta global anunciada anteriormente. Não à toa, em 2020, a empresa recebeu o Prêmio de Liderança em Energia Verde 2020 da Agência de Proteção Ambiental dos EUA.

Compensações e investimentos

Para contabilizar as emissões de carbono restantes esperadas, a GM planeja investir em créditos ou compensações de carbono.

A empresa está ainda implementando planos para reduzir o impacto associado à sua cadeia de suprimentos, apoiando redes e serviços públicos para alimentar veículos elétricos com energia renovável.

- Publicidade -