O carnaval de Salvador deste ano vai ganhar um palco sustentável, capaz de gerar energia a partir do agito dos foliões que participarem dos shows. A estrutura, montada pelo Itaú, conta com um sistema que aproveita os movimentos das pessoas para gerar eletricidade.

O palco será montado no dia dez de fevereiro, na Praça Castro Alves, onde permanecerá até a terça-feira de carnaval (12). A tecnologia foi desenvolvida na Holanda e permite que sejam gerados 500 watts de eletricidade por hora, quantidade suficiente para abastecer as apresentações: serão sete horas de shows durante os três dias.

Para se ter uma ideia, a energia gerada pelos foliões de Salvador seria capaz de carregar dois mil e duzentos celulares, manter 130 televisores ligados por uma hora e ainda garantir que um aparelho de som ficasse ligado por 450 horas ininterruptas.

Ponto de referência no centro da capital baiana, a Praça Castro Alves começou a ser revitalizada em 2012. Neste ano, o Itaú, em parceria com a Saltur e com a Prefeitura de Salvador, vai tomar medidas para democratizar a festa tradicional – viabilizando a saída dos trios sem corda, o encontro dos trios elétricos e as interações com o palco.

Fernando Chacon, diretor executivo de marketing do Itaú, está empolgado com a iniciativa que promove um carnaval mais verde e mais acessível. “Nosso principal objetivo é a geração de energia sustentável, mas não temos dúvidas de que será emocionante ver a energia aumentando com a alegria do folião pipoca (aquele que não possui abadá), e, quando acontecer o encontro das atrações dos trios com o palco, esse número pode ser ainda maior”, diz. Com informações do Cultura Baiana.

Redação CicloVivo

 

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.