Empresa brasileira comercializa brinquedos de papelão

Nas mãos de crianças até as coisas mais simples podem se transformar em divertidos brinquedos. Foi pensando na simplicidade com que são feitas as melhores coisas, que a designer Debora Schor teve a ideia de criar brinquedos de papelão.

Debora pintou, cortou, dobrou, montou e deu origem a uma série de objetos lúdicos.  A inspiração veio de uma experiência na Itália, onde o uso de papelão para fazer móveis é comum. A designer acreditou que o material também poderia ser matéria-prima para brinquedos e assim surgiu a empresa Ludiks.

Ela conta com a ajuda de um especialista em desenvolvimento de produtos, Koiti Shimizu, e mais uma equipe de profissionais da área de design, engenharia e educação. Essa junção resulta em soluções criativas de encaixes e o aproveitamento máximo de material.

De acordo com a marca, para montar os brinquedos é muito simples e não são necessários o uso de tesoura, cola, fita crepe, barbante ou realizar outros cortes. “Os brinquedos são resistentes, divertidos e seguros. As crianças são estimuladas a desenvolver sua coordenação motora, a importância de aprender sobre sustentabilidade e terem desde cedo a responsabilidade de colaborar para a reestruturação do planeta”, afirma a empresa, em seu site.

O papelão utilizado é de um tipo mais rígido para que não seja amassado ou rasgado facilmente pelas crianças. Os produtos podem ser encontrados em diversas lojas físicas (veja aqui). É possível também fazer a compra através da loja virtual.

Faça você mesmo

Transformar papelão em brinquedo não é tão difícil quanto parece, a prática pode ser divertida e relaxante. O CicloVivo ensina três maneiras de reutilizar esse material para fazer: Jogo de encaixe de formas geométricas, cama de boneca e castelinho. Clique aqui para aprender a arte de montar brinquedos com as próprias mãos.

Redação CicloVivo