Eleita pela Organização das Nações Unidas como o alimento do século 21, a mandioca é também a principal matéria-prima para a produção de um plástico ecológico. A técnica foi adotada pela CBPak, empresa que desenvolve produtos e embalagens biodegradáveis.

A empresa brasileira de tecnologia criou um processo de produção que aproveita o amido de mandioca. Neste tipo de fabricação, a emissão de gás carbônico é consideravelmente reduzida, em comparação ao plástico comum, derivado de petróleo.

Outra vantagem é que, sendo um material orgânico, ele pode ser descartado sem culpa na natureza, pois se decompõe facilmente na terra, sem prejudicá-la. Além disso, pode ser reciclado, como qualquer plástico.

Atualmente, a CBPak produz copos, bandejas e potes. São fabricados, por mês, dois milhões de itens. A companhia afirma, em seu site, que se baseia no conceito dos “3 Ps”: people (pessoas), planet (planeta) e profit (lucro).

Fundada em 2002 pelo empreendedor Cláudio Bastos, a empresa continua estudando o aprimoramento e desenvolvimento de novos produtos. Uma das ideias recentes de investimento é lançar tubetes para serem usados no plantio de mudas de reflorestamento.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.