O 1º Summit Climate Ventures reuniu na última quinta-feira (22), em São Paulo, diversos atores do ecossistema de negócios de impacto e de baixo carbono, que estão buscando novos caminhos e formas de fazer negócios para impulsionar uma economia regenerativa no Brasil. O evento contou com a presença de aproximadamente 200 pessoas, entre elas empreendedores, pesquisadores, empresários, investidores, startups e representantes de projetos e movimentos sociais.

Para responder ao desafio climático com ações concretas, 50 lideranças e representantes das esferas do Governo, Empresas e Sociedade Civil participaram do Lab de Inovação da Climate Ventures. Juntos, eles mergulharam em um processo que durou cerca de seis meses e puderam compreender com maior profundidade a realidade e as dificuldades do ecossistema de Baixo Carbono no Brasil e estão prototipando soluções boas para o clima dentro dos recortes da Agropecuária, Floresta/Melhor uso da terra e Energias Renováveis. (confira aqui o resultado do Lab)

Startups – Bons Negócios pelo Clima

Durante o evento também foi realizada a 1ª Chamada de Bons Negócios pelo Clima, que teve como objetivo mapear e reconhecer os negócios da Economia de Baixo Carbono no Brasil. “Com esse mapa teremos condições de compreender melhor os desafios específicos na jornada destes empreendedores e buscar formas de apoiá-los a crescerem e se desenvolverem. Dentre mais de 330 iniciativas mapeadas, selecionamos dez para serem reconhecidas no Summit.”

Confira abaixo as 10 startups selecionadas:

  1. ENCAUCHADOS DE VEGETAIS DA AMAZÔNIA — Castanhal (PA)

Produção e comercialização de calçados, bolsas e acessórios com látex nativo, utilizando tecnologia Social. poloprobio.org.br

  1. STATTUS4 — Sorocaba (SP)

Sensor de detecção automática de infiltração e vazamento em redes e ramais de distribuição utilizando inteligência artificial. stattus4.com

  1. PLUVION — São Paulo (SP)

Solução de monitoramento climático para reduzir perdas geradas por eventos que utiliza rede de estações meteorológicas proprietárias de baixo custo e entrega alertas de risco antecipados. pluvion.com.br

  1. SUNNE ENERGIAS RENOVÁVEIS — Fortaleza (CE)

Plataforma para compra de créditos de energia solar que interliga usinas de energia solar à lares e pequenos comércios, compartilhando créditos de energia e economizando sem necessidade de alto investimento pelo usuário. sunne.com.br

  1. HAKKUNA PROTEICO E NUTRITIVO — Ribeirão Preto (SP)

A Hakkuna produz alimentos hiperprotéicos, saudáveis e naturais, feitos à partir de proteína de insetos. hakkuna.com

  1. ORBITA — Rio de Janeiro (RJ)

Plataforma de compartilhamento de energia e projeto de instalação de painéis solares em locais ociosos de áreas urbanas para gerar energia solar compartilhada e a conectar com pessoas físicas interessadas em gerar a própria energia. orbita.cc

  1. BOOMERA — São Paulo (SP)

Empresa de Economia Circular especializada em gestão de resíduos, P&D e logística reversa, transformando o lixo pós-consumo em novos produtos ou produtos que voltam para a cadeia de suprimentos da empresa além de contribuir com a inclusão social e econômica de catadores em todo o Brasil. boomera.com.br

  1. FARFARM — Porto Alegre (RS)

A Farfarm é uma comercializadora de tecidos de fibras sustentáveis brasileiros de terceiros e de produção própria. Atuam na geração de fibras naturais, através da plantação de sistemas agroflorestais que ajudam a regenerar o planeta, criando um ciclo positivo para o consumo da moda. farfarm.co

  1. WEGENERATE LIFE — São Paulo (SP)

Plataforma de negócios regenerativos, que conecta a agricultura orgânica de ingredientes produzidos dentro da lógica regenerativa, ao consumidor final, grandes compradores e comercializando produtos de marca própria, gerando valor e impacto em toda a cadeia. O foco inicial está na criação de uma linha de bebidas própria, com ingredientes regenerativos. wegenerate.life

  1. YVY BRASIL — Jundiaí (SP)

Produtos de limpeza para uso em residências, em cápsulas, produzidos a partir de formulações próprias e com ingredientes naturais. São distribuídos de forma a reduzir o uso de água na formulação dos produtos, a necessidade de espaço para transporte e armazenagem. Tem sua distribuição por assinatura. yvybrasil.com

Mais informações no site da Climate Ventures

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.